Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 150 textos. Exibindo página 2 de 15.

02/09/2015 - Nada além de nada

Não me diga, com ou sem palavras, que eu não sou nada além de um nada. Não invente histórias. Não coloque pedras onde não há. Não insista no que não tem discussão. Não manche as minhas memórias. Não me faça de boco. Não me cobre o que você não pode me dar. Não me trate como se eu não fosse nada além de um nada. Não coloque em mim culpas que eu não tenho. Não me distraia com seus beijos que para mim nunca forma distração. Não invente motivos para fazer o que seu coração quer. Não me venha com desculpas. Não me traia como seu eu não fosse nada além de um nada. Não tire tudo de mim. Não me faça doer mais do que já tenho doído. Não me tome pelo que não sou. Não me venha com caridade quando eu quero amor. Não ignore o que eu sinto. Não me jogue fora como seu eu fosse nada além de um nada. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

13/02/2013 - Nada de nada

Nada aqui, nada ali, nada lá ou em lugar algum. Nada em tudo e em todos. Nada a dizer, nada a fazer, nada a acontecer, nada a perguntar ou responder. Nada de novo. Nada de certo. Nada de seguro. Nada de sonho. Nada de estreia. Nada de aplauso. Nada de vaia. Nada de plateia. Nada de som. Nada de coisa alguma. Nada de calor. Nada de frio. Nada de horário. Nada de sono. Nada de colheita. Nada de energia. Nada de presente. Nada de alta. Nada de baixa. Nada de reunião. Nada de fome. Nada de abraço. Nada de facilidade. Nada de chuva. Nada de sol. Nada de champanhe. Nada de saudade....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

18/01/2014 - Nada do que eu diga

Nada do que eu diga parece importar. Nada do que eu diga parece ter valor. Nada do que eu diga parece fazer sentido. Nada do que eu diga parece lhe convencer. Nada do que eu diga parece ser amor. Nada do que eu diga parece valer à pena. Nada do que eu diga para lhe trazer de volta. Nada do que eu diga parece deixar de doer. Nada do que eu diga parece lhe fazer me olhar. Nada do que eu diga parece ser o que é. Nada do que eu diga parece quebrar essa barreira. Nada do que eu diga parece fazer você me escutar pelo menos mais uma vez. Nada do que eu diga parece soar como verdadeiro. Nada do que eu diga parece arrancar um sorriso seu. Nada do que eu diga parece útil neste momento. Nada do eu diga parece lhe fazer bem. Nada do que eu diga parece romper esse silêncio. Nada do que diga parece avivar nosso sentimento. Nada do que eu diga parece valer mais um beijo.


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/10/2014 - Nada do que já foi

Toma seu rumo e parta já daqui. A porta está aberta esperando você partir de uma vez. Meu caminho é nascente e não quero nada nele que nele lembre o poente. Uma nova vida noiva comigo. Subo ou não com ela ao altar? Será que me caso com o desconhecido ou rodo-rodo no mesmo lugar? Só sei que na minha estrada não cabe nada do que já passou por mim e nada deixou.


Comentar Seja o primeiro a comentar

07/01/2012 - Nada melhor que longe

Nada melhor do que estar longe. Longe das garras e das feridas do passado. Longe das máscaras e incertezas do futuro. Longe do falatório de sempre. Longe da rua, da cidade, da Terra. Longe do lugar comum, do senso comum, do amor comum. Longe das mentiras, das birras, dos sentimentos baixos. Longe das amarras, dos sorrisos amarelos, das metades. Longe das traições e das imperfeições. Longe da negatividade. Longe das prisões e das torturas. Longe das cascas, dos labirintos, dos curtos-circuitos.
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

31/07/2014 - Nada seu fora eu

Casa vazia. Não há mais peças suas a minha vista. Não há mais nada de você tocável ao meu alcance. Mas, mesmo de olhos fechados, minhas mãos desenham sua silhueta no ar. Tropeço nas suas lembranças. Faço respiração boca a boca nas últimas esperanças. E o doce da sua boca aparece forte na minha. E quando a dor me come por dentro, seu perfume atua como morfina. Como aluno aplicado que decora a matéria para a prova, tenho tudo na ponta da língua o que você me falou. Não preciso de cola para achar em mim, navegando pela minha cabeça, suas palavras de um amor que ninguém soube explicar. Casa vazia. Não há mais nada que pertença a você comigo, fora eu mesmo.


Comentar Seja o primeiro a comentar

12/06/2010 - Namorados, para sempre

Eu mergulho Santo Antônio de cabeça dentro de um copo com água pensando em você. Eu uso e abuso do pensamento positivo. Eu escrevo seu nome ao lado do meu com caneta vermelha na barra do vestido das noivas de Copacabana. Eu amarro e costuro cada letra do seu nomezinho na boca do sapo. Eu rezo dezenas, centenas, milhares de Salve-Rainha pedindo você. Eu levo sete rosas à igreja em dia de casamento e acendo uma vela virgem suportando a cera quente em minha mão pensando em você. Eu fervo uma rosa vermelha em um litro d’água e me banho querendo você. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

03/06/2012 - Nanã salubou

Nanã trouxe a chuva quando tudo era sertão. A chuva, sangue de Nanã, apagou o fogo, apagou o pó, apagou a morte. A chuva de Nanã devolveu a cor às almas desbotadas. Chuva lilás. Chuva arroxeada. Chuva ametista. A chuva de Nanã veio sem avisar, sem pedir licença. Chegou e choveu. Chegou chovendo. Assim é Nanã, a velha ousada que mora no pântano e governa a chuva. Não foi tempestade de Iansã. Foi chuva mansa, que cala fundo na terra e forma a lama de Nanã que molda novos homens, novas mulheres.
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

30/08/2013 - Nando "Super Chef" Cunha

Podem falar o que quiser, mas Nando Cunha é um prato tipicamente brasileiro. Um prato de raiz, que traz influências ancestrais e o tempero do dia a dia. É o Nando da feijoada, do ovo-frito, do arroz agulhinha. A nossa alma tupiniquim não fala a língua das iguarias rebuscadas, de mil talheres e de um visual gourmet contemporâneo. A nossa alma é das quitandas, dos picadinhos, dos comes e bebes, das comidas de boteco e de feira, das macarronadas de domingo, das frigideiras do samba. E nisso Nando Cunha é nota 10, legítimo representante dos nossos Joões e Marias em qualquer jogo de panela....
continuar a ler


Comentários Comentários (8)

Não acabou

Ando pelas ruas com passos lentos. Embora queira correr, movo-me como se fosse uma animação de um filme. Um filme que só conseguia ser exibido em câmera lenta. Quadro a quadro. Quero fugir de algo que não sei o que é. Todos fugimos de alguma coisa, não importa do que. O que interessa é que fugimos. E nesse momento eu ainda não sei do que fujo.

O céu está cinza. Talvez da poluição ou talvez de nuvens de chuva ou talvez porque deus resolveu acordar de mau-humor, sem nenhuma dose inspiração. Eu estou ansioso. Não consigo me deter em detalhes. O céu não é detalhe, mas... Ando e ando e ando e estou sempre no mesmo lugar....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima