Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 150 textos. Exibindo página 5 de 15.

16/11/2012 - Não faça, não pense, não fale...

Não se arrependa, não coloque uma venda, não se venda, não queira ser uma lenda. Não provoque, não toque, não sufoque, não se troque. Não invada, não faça nada, não pegue estrada. Não ralhe, não atrapalhe, não falhe. Não impeça, não peça, não faça promessa. Não eternize, não desmoralize, não infernize, não deslize. Não desconstrua, não obstrua, não sirva crua. Não importe, não fale em morte, não corte.

Não se atreva, não escreva, não veja. Não troveje, não beije, não deseje. Não sinta, não minta, não trinca. Não reze, não preze. Não esqueça, não desça, não teça, não adoeça, não amanheça. Não carregue, não pregue, não envergue. Não fale mal, não brinque carnaval, não seja temperamental. Não termine, não sublime, não subestime. Não abrace, não lace, não cace. Não, não, não... ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

30/04/2013 - Não ficam

Sonhos não realizados não ficam bem em porta-retratos. Promessas não cumpridas não ficam bem na boca de boa fé. Fantasias não vividas não ficam bem na cabeça de quem precisa de juízo. Estradas não percorridas não ficam bem aos pés de quem tem medo.

Alegrias não conhecidas não ficam alegres nos sorrisos passados. Esperanças não tidas não ficam à vontade no dia a dia de quem espera por algo ou alguém. Histórias não concluídas não ficam em paz na consciência dos sobreviventes.
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

24/06/2014 - Não há segredo

Você sabe quem eu sou, de onde venho e pra onde vou. Não é proselitismo inconsequente, mas não é preciso dizer mais nada. Eu sou exatamente o que sinto. E eu amo, e eu amo, e eu amo mesmo que perdido no seu labirinto. Você conhece a minha estrada e as minhas saídas. Meus gestos atestam meu romantismo. Meu silêncio grita por mim. Meus olhos verdes atraídos, hipnotizados, transados nas suas unhas carmim. Suas retinas nas minhas são testemunhas do sonhadeiro que baila cá dentro. Modestamente, sou o viveiro dos seus sonhos. Por quantas vezes suas borboletas voaram em mim. Suas mãos se lembram das minhas que eu sei. No seu reino de princesa quem tem coração é rei. Nossas bocas ainda não saíram das rinhas. Navegamos em rios de arrepios. Desconhecemo-nos nos conhecendo; conhecemo-nos nos desconhecendo. E tudo o que foi dito e escrito ainda move moinhos, e como move. Nosso mundo é tão bonito. E tudo o que vem de nós ainda é capaz de transformar espinhos em pétalas. E você me absorve, comove, ai, i love, i love you, e o amor seu me faz romeu. De novo um novo romeu e julieta, você e eu. Você tem certeza do que sou capaz. Ao contrário de um ás, trago um verso na manga. Só não sei blefar, sou de assumir, de declarar, de apostar cegamente tudo o que exponho abertamente e apaixonadamente como amor que sangra sem medo, sem segredo, sem se importar se já é tarde ou ainda é cedo. Você sabe quem eu sou, como me doo e onde estou.


Comentar Seja o primeiro a comentar

09/07/2010 - Não há, ó gente, oh não...

Com a bola no pé, queria ser Pelé ou Mané. Com o lápis na mão, queria ser Drummond. Na beleza que há na fé, queria ser madre Tereza de Calcutá. Na contracena que tal ser Ayrton Senna. No adiantar da prosa, queria ser Guimarães Rosa. Diante da mulher de olhos de cais ai se eu falasse como Vinicius de Moraes. Seja nos palcos de Amsterdã ou de Taiwan, queria ser Paulo Autran. E se a vida me desse o afago de ser por alguns minutos Mário Lago? Agora, se eu pudesse perder a cabeça como Joana D’Arc viveria de canção em canção como Chico Buarque. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

05/09/2013 - Não isso e não aquilo

Não faça previsões se for para falar bobagem. Não negue sua mão aos olhos da cigana. Não subestime as cartas achando que tudo não passa de um jogo de sorte e azar. Não invente de saber o amanhã se ainda não entendeu o ontem. Não trate o óbvio revelado como obviedade. Não queira ver os seus desejos refletidos numa bola de cristal. Não ache que as linhas de suas mãos vão para onde você quer. Não fale, ouça o que dizem os santos. Não ignore o que dizem os céus, a terra, o mato, os bichos... Não acenda uma mesma vela para dois ou mais destinatários. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

25/03/2014 - Não me contenho

Quando leio seu nome, não me contenho. Ao ouvir a sua voz, não me contenho. Toda vez que me lembro de que você existe, não me contenho. Ao respirar sua presença, não me contenho. Ao sentir o galope do coração disparado por você, não me contenho. Sempre que se anuncia numa descarga de adrenalina, não me contenho. Buscando você pelas memórias, não me contenho. Diante das suas ideias, não me contenho. Iluminado por sua aparição, não me contenho. Olhos nos olhos com você, não me contenho. Boca a boca com seu beijo, não me contenho. Pele a pele com sua alma, não me contenho. Imerso no seu perfume, não me contenho. Ao ver sua assinatura de estilo, não me contenho. Ao enxergar suas palavras dizendo tanto pra mim, não me contenho. Arrepiado pelo seu prazer, não me contenho. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/04/2017 - Não me molde, provoque-me

Olha meu amor eu te amo, mas eu me amo mais. Não adianta querer me mudar se eu sou exatamente como estou. Paciência, mas respeita a minha essência. Pra que querer me fazer do seu jeito se é na diferença que a gente fica perfeito? Eu aceito melhorar, é sempre uma boa se aprimorar, mas nada, meu amor, de você me moldar. Me provoque, me estimule, me inspire e assim, tire o melhor de mim. Me dê trabalho, pois eu não evoluo se você for fácil. Não ceda, componha. Não me fuja, não me usa, mas me abusa de amor. Bula no meu coração, mas se lembra de que ele não tem bula. Embora tenha efeitos colaterais meu amor não tem qualquer contraindicação. Aliás, só não me ame se estiver indisposta à paixão.


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/11/2014 - Não mexa com a minha fé

Não mexa com a minha fé. Se você mexer, ai ai, não vai ficar de pé. Quem mexe com minha fé mexe comigo e seja homem ou mulher corre perigo. Não mexa, não mexa no que você não conhece. Se for para falar do que eu acredito, não minto quando aconselho: vê se me esquece. Se maluco você não é não se intrometa na minha fé. Seja discreto no assunto religião e não provoque quem está quieto. Tudo o que você manda para mim volta para você, portanto, presta atenção para que rumo você manda o seu canto. O seu olho-gordo em mim não pega. A sua praga o meu vento carrega. Quando você grita contra mim eu lhe escuto mudo. E suas vibrações negativas não atravessam meu escudo. Não mexa com as minhas forças interiores. Respeite os meus mentores!


Comentar Seja o primeiro a comentar

27/11/2011 - Não pense

Se você tiver vontade, atire-se de corpo inteiro. Se você tiver medo, feche os olhos e siga. Se você chorar, fuja para o primeiro sorriso que encontrar. Se você cair, mude o olhar das coisas e encare o chão como se fosse o céu. Se você sonhar, sonhe sempre por dois, por três, por mil. Se você cantar, cante na língua dos pássaros. Se você se perder, ao contrário de tentar achar o caminho de volta invente outro destino. Se você sentir amor, ame até a última gota do seu juízo.

Se você quiser partir, caminhe sem deixar rastro. Se você quiser casar, antes de qualquer coisa, doe um pedaço seu. Se você quiser beber, que cada garrafa seja um brinde. Se você quiser conversar, as nuvens têm ouvidos aguçados. Se você quiser acreditar, há um anjo em cada esquina. Se você cansar da caminhada, imagina que logo mais à frente vive um sonho bom pronto para ser vivido. Se você pegar no sono, viaje pelo mundo inconsciente que lhe habita. Se você perder tempo, o tempo vai perder você...


Comentar Seja o primeiro a comentar

31/08/2012 - Não pode haver

Não pode haver perdão para quem nunca perdoou. Não pode haver música para quem nunca assoviou. Não pode haver felicidade para quem nunca arriscou. Não pode haver sentido para quem nunca amou. Não pode haver futuro para quem nunca acreditou. Não pode haver sonho para quem nunca se entregou. Não pode haver saudade para quem nunca se apaixonou. Não pode haver paz para quem nunca guerreou.

Não pode haver ponto final para quem nunca começou. Não pode haver vitória para quem nunca se superou. Não pode haver silêncio para quem nunca calou. Não pode haver fogo para quem nunca queimou. Não pode haver céu para quem nunca voou. Não pode haver chuva para quem nunca se molhou. Não pode haver destino para quem nunca se aventurou. Não pode haver sorriso para quem nunca chorou. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   3  4  5  6  7   Seguinte   Ultima