Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 150 textos. Exibindo página 14 de 15.

04/02/2015 - Nossa missão

Eu, você, ele, ela, nós temos uma missão. Não importa o que, como ou quando, mas temos que realizá-la de qualquer jeito. É para isso que viemos. É só por isso que existimos neste plano. Podemos ter muitos planos, sonhos, desejos, que temos de ir atrás para torná-los possíveis, mas se não nos dedicarmos a nossa missão tudo será em vão. E não há nada pior do que completar nossa vida sem cumprir o que nos foi confiado. É importante que cumpramos essa missão de forma feliz, por isso ninguém precisa abrir mão da felicidade, muito pelo contrário, mas temos de ter foco. E é bom ter consciência de que a missão não está no fim do caminho, a missão é o caminho. Então muito cuidado e atenção na forma como você desenvolve essa caminhada. Tudo está sendo registrado nos planos astrais, portanto, atente-se a cada movimento, a cada palavra, a cada silêncio. Tudo conta. Atenção: tudo, tudo, do micro ao macro, é colocado na conta.


Comentar Seja o primeiro a comentar

09/07/2016 - Nossa razão

Se eu te pego não te solto. Se eu te seguro não te largo. Se eu te tenho não te dou. Você é parte de mim e parte da gente a gente não deixa. Você é parte de mim e parte da gente a gente não fica sem. Vem comigo porque eu só vou se for com você. Sozinhos somos partes, juntos somo todo. O todo de nós, o amor ao todo. Se eu te quero é porque quero de coração. Porque há muito mais do que uma simples ligação. Porque tudo entre eu e você vem de uma razão que é mais forte do que nós mesmos. Por isso, a atração. Por isso, a conexão. Por isso, a paixão. Paixão que faísca e faz dos nossos olhos, diante um do outro, um constante pisca-pisca.


Comentar Seja o primeiro a comentar

24/04/2013 - Nossa Senhora?

Nossa Senhora sonha com o quê? Nossa Senhora tem fome de quê? Nossa Senhora acredita em quê? Nossa Senhora passa por onde? Nossa Senhora quer chegar aonde? Nossa Senhora tem esperança em quem? Nossa Senhora reza por quem? Nossa Senhora planeja o quê? Nossa Senhora olha para onde? Nossa Senhora guarda o quê? Nossa Senhora tem perfume de quê? Nossa Senhora fala sobre o quê? Nossa Senhora tem vontade de quê? Nossa Senhora gosta de quê?

Nossa Senhora tem algum medo? Nossa Senhora tem algum segredo? Nossa Senhora tem algo ainda a ser feito? Nossa Senhora conta histórias? Nossa Senhora se olha no espelho? Nossa Senhora tem uma cor preferida? Nossa Senhora está de chegada ou de partida? Nossa Senhora ainda faz suas aparições? Nossa Senhora tem planos? Nossa Senhora canta? Nossa Senhora é uma ou milhares? Nossa Senhora chora por algo ou alguém? Nossa Senhora sente saudade?


Comentar Seja o primeiro a comentar

10/02/2014 - Nosso

Quando eu digo nosso, quero dizer que tudo meu é seu, pois não existo sem você. Quando eu digo nosso, é porque eu não desvencilho nossas vidas uma da outra em momento algum e por nada neste mundo. Quando eu digo nosso, digo nosso caminho, nosso desejo, nossa cama. Quando eu digo nosso, refiro-me ao que não separa nem pelas intervenções do tempo, da realidade ou da morte. Quando eu digo nosso, deixo claro a doção completa e irrestrita de tudo o que sou aos seus cuidados. Quando digo nosso, eu aperto os pontos que nos unem magicamente. ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

15/12/2016 - Nosso amor não é pra já

Eu não desisti de você. Continuo te amando, só que de outra forma, em outro tempo, dando ao nosso amor todo o espaço que ele precisa. Sou como o espinho que cansado de admirar a rosa sem poder tocá-la, sob pena de feri-la, tomou outro caminho. Um amor tão grande não morre assim. Ele muda, muta, transforma a si mesmo para continuar vivo. Não é porque não te vejo, não te ligo, não faço nenhuma loucura por você que deixei de te amar. Tentamos, tentamos, tentamos, mas a realidade provou e reprovou que não temos a menor condição de ser namorados, amantes, casados... pelo menos não agora, pelo menos não nessa vida. Por quantas vezes eu quis me enganar e não ver o que estava explícito na minha frente. Por quantas vezes eu lutei uma guerra já perdida para o fim. Por quantas vezes eu gritei eu te amo para ver se algum cupido escutava e intervinha a nosso favor. Por quantas vezes eu te encontrei sabendo que você continuava desencontrado de mim. Por quantas vezes eu tentei refundar um relacionamento que só existiu na minha cabeça. A verdade é que, nem que seja no mundo da fantasia, formamos o casal perfeito. E não há lugar para perfeição neste mundo insólito de encontros e desencontros, de desconfianças e traições, de juras e ingratidões, de encaixes e desencaixes, de certezas e ilusões. E, por te amar assim, de forma totalmente incoerente, passando por cima de tudo de errado, de toda dor, de todas as desesperanças, de tudo o que fizemos e não devíamos ter feito um com o outro, não te esqueço. Continuo, mesmo de longe, desejando uma overdose de memória, curvas e vidas para você. Memória para não esquecer tudo o que sonhamos um no outro. Curvas para que sua estrada volte a se cruzar com a minha, mais cedo ou mais tarde. E vidas porque se nossa história não continuar nesta vida, que continue em outra. Amor assim merece continuação. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

19/03/2016 - Nosso castelo

É como se o nosso castelo, tão, mas tão belo, fosse de areia e o vento da separação insistisse em nos desabrigar de grão em grão, como galinha que nunca enche o papo, como ratoeira sempre à espreita da fraqueza do rato, como beleza do mato que dá de morrer no asfalto.

É como se o nosso castelo fosse de gelo e os raios de sol quisessem de propósito, pra mor do óbito do nosso amor, derreter o nosso mundo, colocar a perder nosso enlace vagabundo que vive um pro outro, apertado e solto, espalhado em ramas, colado num coito de almas e dramas. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

29/11/2016 - Notícias de mim

Eu não sei o que me acontece, mas tudo anda ou desanda revirado no meu íntimo. É como se meu coração tivesse de ponta cabeça, de pernas pro ar. Amanheço, entardeço e anoiteço com o mundo entalado em mim. E assim não dá mais pra ficar. Apertos no peito. Sufocamentos. Angústias. Uma tristeza vinda de não sei onde, não sei porquê. Não dá para entender. E eu não me entendo. Os pensamentos entram em rota de colisão. Os sentimentos me inundam. E eu viro náufrago da minha própria imaginação.

E vem uma vontade louca, mais que louca, de gritar, de correr, de me jogar no vazio, no escuro, no nada. Os olhos constantemente marejados. O amor mais que à flor da pele. Uma necessidade fundamental de dar e receber colo, de abraçar, de beijar na boca. E ao mesmo tempo de ficar só, tão só, a procura de algo que só eu posso encontrar. São tantos quereres, tantos sentires, tantas inquietações, tantos sins e tantos nãos. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

01/01/2012 - Novo ano novo

O novo ano explodiu em fogos de artifício. O ano novo nasceu predestinado a viver intensamente por doze longos e breves meses. O novo ano estourou como rolha de champanhe. O ano novo germinou como uma semente de amanhã. O novo ano chegou sem atrasos e com todo glamour. O ano novo pintou e bordou o sete, comendo sete uvas, pulando sete ondas, contando sete histórias. O novo ano começou musical e dançante, improvisando pulos e espetáculos. O ano novo veio numa onda de vento, num pé de mar, no contrapé de um pensamento. O novo ano veio fazendo malabarismos e acrobacias. O ano novo arrepiou em calafrios de medo e surpresas, escorreu em suores de prazer e belezas....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

02/01/2012 - Novo ano, velhos demônios

O novo ano começa, mas os demônios de outrora insistem em nos atormentar. Afinal, independentemente de tempo, eles não se conformam com a felicidade alheia. Por isso, importunam, azucrinam, infernizam. Malditos demônios que doídos de insucesso e de solidão querem, a qualquer custo, contaminar o mundo com suas tristezas, desilusões e desgraças. Demônios que torcem contra, que trabalham para o mal, que se aliam aos seus. Aliás, um demônio cheira o outro.

Se fosse cinema, bastava cravar estacas em seu peito, queimar seus ossos, aspergir água benta, rezar um exorcismo... No entanto, trata-se de vida real. Misturam-se na multidão, infiltram-se na família. Mas não se esqueça que por detrás da pele humana existe a monstruosidade. Os demônios nos oferecem sorrisos quando, na verdade, querem nosso pranto. Afinal, demônios são infelizes por natureza. Para sobreviverem, alimentam-se de traições, de desrespeitos, de falsidades......
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Novo Gênesis

Quem não acreditou no amor, no sorriso e na flor desconhece o sabor de um sonho. Sonho sonhado por tantos e de maneiras tão distintas, mas embalados por uma bossa. Quem nunca ouviu um disco de bossa-nova para sonhar um grande amor? Um cantinho, um violão e um pôr-do-sol. Não precisa mais nada. Se quiser, opte por uma noite de lua cheia, algumas estrelas num copo, uma predisposição para amar e pronto, o amor nasce de forma espontânea. Amadas e mais amadas.

Quantos não perderam seus olharem num mar longínquo, navegando num barquinho, imaginando a mulher amada nas ondas azuis e macias. Quantos os que justificavam um amor impossível pelo simples fato de ser primavera. De fato, amar parecia tão simples. É só olhar, depois sorrir, depois gostar. Talvez o amor fosse como aquela batida, tão complexa cheia de acordes dissonantes de variações impossíveis para as mãos de um amador e tão sutil e tão simples e tão próxima. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   11  12  13  14  15   Seguinte   Ultima