Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 97 textos. Exibindo página 5 de 10.

03/01/2014 - Quarta de terra

Queria uma quarta de terra para lavorar as plantas do mato. Queria uma quarta de terra para morar numa casinha pequenina. Queria uma quarta de terra para criar ovelhas. Queria uma quarta de terra para capinar o que não é para estar ali. Queria uma quarta de terra para sentir o cheiro de chuva em todos os cantos. Queria uma quarta de terra onde a passarada não se fizesse de rogada. Queria uma quarta de terra com alguns pés de fruta. Queria uma quarta de terra para ter um pedaço do mundo pra mim. Queria ter uma quarta de terra para ter o mínimo de sossego. Queria ter uma quarta de terra para amarrar cachorro com linguiça. Queria uma quarta de terra para colher sereno. Queria uma quarta de terra para tomar de conta da ventania. Queria uma quarta de terra para assoviar pro nada. Queria uma quarta de terra para plantar estrelas. Queria uma quarta de terra para replantar meu eu.


Comentar Seja o primeiro a comentar

05/10/2013 - Quando chove

Quando chove, sementes de semeaduras passadas ainda brotam em mim. Quando chove, os pássaros trocam o silêncio por uma algazarra que ecoa por toda minha extensão. Quando chove, as braquiárias verdejam para alimentar arrobas e mais arrobas de sonhos que vivem em minhas invernadas. Quando chove, a cigarra que vibra dentro de meu coração se alvoroça ainda mais. Quando chove, abro os braços para a chuva, tiro a roupa na chuva, abro a boca em busca de chuva.

Quando chove, abro todas as minhas janelas para que a chuva alcance cada cantinho meu. Quando chove, ganho cor e sentido renovado. Quando chove, sinto os deuses mais perto de mim. Quando chove, sinto uma vontade incontrolável de bater um bolo de fubá com erva-doce de coar café. Quando chove, o vento me enche de perfumes. Quando chove, não há quem me faça fugir da chuva. Quando chove, o meu eu feito de barro se remodela, pois viro lama.


Comentar Seja o primeiro a comentar

23/09/2013 - Quantitante

Por quantas vidas eu passei? Quantas memórias eu deixei? Por quantos caminhos eu sonhei? Quantos corpos eu habitei? Por quantas estradas eu me larguei? Quantas promessas eu quebrei? Por quantos labirintos eu adentrei? Quantos sonhos eu plantei? Por quantas vezes eu falhei? Quantas esperanças eu fecundei?

Por quantos erros eu acertei? Quantos corações eu queimei? Por quantas semanas eu jejuei? Quantas histórias eu apaguei? Por quantos céus eu voei? Quantas bocas eu calei? Por quantos destinos eu naveguei? Quantas guerras eu ignorei? Por quantas linhas eu cruzei? Quantas personagens eu matei? Por quantos nomes eu atuei?...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

19/09/2013 - Que gente?

Que gente é essa que semeia plástico? Que gente é essa que planta caco de vidro? Que gente é essa que come propaganda? Que gente é essa que vive de engolir sapos? Que gente é essa que não sabe de onde vem o leite, o ovo, a carne?

Que gente é essa que fala cobras e lagartos? Que gente é essa que vive no lixo? Que gente é essa que enterra baterias radioativas? Que gente é essa que só troca o canto dos pássaros pelos toques de celular?

Que gente é essa gente que daria tudo para ter um pé de coca-cola no quintal? Que gente é essa gente transgênica? Que gente é essa gente que vive de colesterol e calorias? Que gente é essa gente sadia quando doente?


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/05/2013 - Quero ver Zé Ramalho em você e vice-versa

Quero ver A Dança das Borboletas pelo seu corpo. Quero ver você se entregando Pelo Vinho e Pelo Pão. Quero ver A Noite Branca nos seus cabelos que são A Noite Preta. Quero ver A Terceira Lâmina cortando as nossas maldições. Quero ver você como A Única Coisa Que Eu Quero. Quero ver Pedras Que Cantam ao longo de suas pedrarias. Quero ver Amar Quem Eu Já Amei como eu amo você. Quero ver você, mais do que nunca, Visionária. Quero ver você se fartar do Banquete dos Signos. Quero ver os Cavalos do Cão enfeitiçados por você. Quero ver você se desenhando ao longo do Chão de Giz. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

02/05/2013 - Quinta de Miguel

Quinta-feira é dia de Miguel. Não me refiro ao arcanjo do combate, da guerra, que pisa na cabeça do diabo, mas de um arcanjo do riso, que possibilita por meio da arte uma convivência pacífica entre céu e inferno. Miguel é a tradução do humor. E não falo de um humor qualquer, mas daquele que além de nos fazer rir e gargalhar consegue nos colocar para refletir e chorar. Miguel é mistura de fino e refinado, de intensidade e profundidade, de voo e mergulho. Sim, Miguel voa pelos céus da imaginação e mergulha no que há de mais fundo em nossa alma. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

15/03/2013 - Querer é querer

Eu quero um sol molhado. Eu quero que as buzinas cantem como pássaros. Eu quero que as escadas para o paraíso sejam rolantes. Eu quero bis a cada virada de sábado para domingo. Eu quero que o faz-de-conta invada a realidade. Eu quero que as estrelas voem perto como vaga-lumes. Eu quero que os poetas governem as nações. Eu quero que as horas durem mais ou menos do que o habitual de acordo com a ocasião.

Eu quero que as pontes da cidade liguem mundos paralelos. Eu quero que as palavras sejam comestíveis. Eu quero que os astronautas falem a verdade. Eu quero que algum deus diga a razão de tudo isso. Eu quero que o coração regenere por completo, a partir de um pedaço, como acontece com a estrela do mar. Eu quero que os sentimentos tenham mola, com uma força elástica capaz de fazer milagres. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

20/02/2013 - Quero ser nada

Quero ser nada, como o vento da volta que sopra de mãos vazias depois de espalhar sementes e notícias pelos trópicos. Quero ser nada, feito folha que cai sem vontade de ficar presa a lugar algum. Quero ser nada, a exemplo da lua nova que submerge sem cor pela escuridão. Quero ser nada, feito agenda de preguiçoso. Quero ser nada, no melhor estilo de uma prece sem fé. Quero ser nada, seguindo por aí feito boca de quem não come há dias. Quero ser nada, como teoria que não leva a lugar algum.
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

07/01/2013 - Quebrando a rotina

A vida se dá em círculos porque o mundo é redondo ou o mundo é redondo porque a vida se dá em círculos? Todas as respostas estão certas. O nosso destino é escrito com andanças que partem e chegam ao mesmo local. Há uma luta intensa para se conseguir uma pitada de ineditismo que valha o ano. Tudo começa e recomeça do mesmo jeito, de modo que os esforços para que a vida tenha certa graça precisam ser multiplicados a cada dia. Há de se cultivar a fantasia acima de qualquer coisa e usá-la sem moderação. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

04/01/2013 - Que o mar...

Que o mar em suas ondas carregue todos os males, aprisionando-os em conchas e os transformando em pérolas. Que a imensidão do mar temporize nossos problemas, reduzindo nossos dilúvios a algumas gotas d’água. Que o sal marinho cicatrize nossas feridas externas e internas, fechando dores que fazem nosso corpo e/ou nosso espírito sangrarem. Que as águas do mar arrastem nossa impaciência, nossa desesperança, nosso malquerer, nosso desânimo, nossa insatisfação para longe de nós, expurgando-nos de tudo de ruim. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   3  4  5  6  7   Seguinte   Ultima