Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 111 textos. Exibindo página 4 de 12.

02/02/2012 - Tempo pra esquecer

Indiferente como uma estrela cadente, o tempo passa transformando vivos e mortos. Todos são vítimas da megalomania do tempo, que quer dominar tudo e todos em seus servos, escravos, amantes... O tempo é sempre tempo, não existe ex-tempo. . O tempo passa de mão em mão, mas não fica com ninguém. Mesmo frio e calculista, o tempo desempenha um importante papel na nossa imaginação. Afinal, nossos sonhos e fantasias estão condicionados ao tempo e sua extensa mitologia.

Somos todos temporais, com exceção do próprio tempo, atemporal por natureza. O tempo é o senhor da mobilidade. É o puxador dos fios da nossa vida. Por meio dele chegamos rapidamente a algum destino ou não chegamos a destino algum. Por mais ausente que esteja, o tempo está sempre presente. Por saber da sua falta de limites, esbanja confiança e poder e até mesmo um ar pretensioso. Dependendo de seu humor, rasteja ou voa, deixando-nos pesados ou leves. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

10/12/2009 - Tempo que não se conta

Conta-se que já se foi o tempo em que o tempo era levado em conta. Hoje, ninguém mais planta seguindo os céus. Hoje, ninguém mais navega de acordo com as estrelas. Hoje, ninguém mais morre de acordo com o relógio biológico. Hoje, o tempo virou um imenso tic-tac, um tac-tic, um tic-tic, um tac-tac, um encontro e desencontro de ponteiros. O tempo existe e pronto. Ninguém mais o romantiza. Ninguém mais o rivaliza. Ninguém mais o imortaliza em canções atemporais.

Os temporais podem cair à vontade. O mundo já se acostumou com eles. Os seres humanos que antes de trocar de roupa olhavam para o céu entraram em extinção. Que importa o sol, a chuva e o frio se o homem é uma criatura adaptável? Perdeu-se a graça esperar pelo final de semana ou por uma data especial do calendário. Tudo passa tão rápido. O tempo se embola, dá nó e vira uma coisa só. Não há mais diferença entre terça e quinta-feira. O tempo que era único virou um tempo de massa, sem rosto e com tantos rostos......
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

05/06/2012 - Tempo soberano

Iroko I Só! Eeró! O tempo é o senhor de tudo. O tempo é o senhor de todos. O tempo é quem governa. O tempo é maior que a vida, o tempo é a maior que a morte. O tempo é Iroko. Iroko I Só! Eeró! Iroko é a primeira árvore plantada, a árvore pela qual todos os orixás desceram a Terra. Toda criação está relacionada ao tempo e às temporalidades. Iroko manda no tempo, no espaço e no destino de todos nós. Aos seus pés, são colocadas oferendas às feiticeiras. Aos seus pés, pede-se cura e proteção. Aos seus pés, entregamos-nos ao tempo. Que o tempo faça justiça. Que o tempo melhore as coisas. Que o tempo nos seja brando. Que o tempo nos seja fértil. Que o tempo nos receba de braços abertos. Iroko I Só! Eeró!...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/09/2008 - Tempo, temporais

No fundo da minha retina surge uma quarta-feira amarelada, perdida no tempo de uma cidadezinha com cheiro de capim molhado. Entre o vai-e-vem do dia, o relógio confecciona as fiadas da tarde. Estou no centro da cidade. Já passei por lojas, carros, agências bancárias, banca de revista, palmeiras, bancos de madeira, coreto e um chafariz seco. As águas coloridas só chegam à época do Natal. E estou longe do dia 25 de dezembro. Não sei se é outono ou inverno. Estou em uma outra estação. E meu trem já está partindo, indo entre memórias e pensamentos....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

25/10/2013 - Temporações

Não, não, não desanime. Nem mesmo quando a estrada parece não ter saída. Contra tudo e contra todos, acredite que tudo um dia será possível. Pense sempre que o amor foi feito para ser vivido. Livre-se dos medos, dos limites, dos “ses”. Tenha fé ou qualquer outra coisa que lhe leve a ir, a seguir, a prosseguir rumo ao que lhe destina. E que tudo dê certo no tempo mais incerto. Não planeje, não se amarre, não coloque tudo a perder. Tudo será sempre do jeito que foi feito para acontecer.

Não complique ou descomplique absolutamente nada. Viva como tiver que viver. Não adianta subornar, sequestrar, burlar o tempo. Ele se faz de flexível, mas no fundo no fundo é completamente irredutível. Não bata de frente com ele, pelo contrário, se entregue a ele de coração aberto, confessando seus desejos, suas vontades. Mais dia menos dia o tempo vai virar. O tempo sempre vira. E ao contrário de reclamar, blasfemar e se zangar, pegue esse tempo virado a pêlo e o chame para bailar.


Comentar Seja o primeiro a comentar

11/05/2010 - Tempos assim

O céu voltou a escurecer para deleite dos meus olhos chuvosos. Se dependesse de mim, choveria aquele friozinho diariamente. O horizonte carregado e o vento alardeando pelos campos: vai chover, vai chover, vai chover. Nessas horas tenho curiosidade para saber o que faz o sol. Será que se esconde debaixo das cobertas? Só sei que essa é a vontade de boa parte da população. Quantos não pensam em cabular aulas, em enforcar o dia de trabalho, em inventar uma desculpa daquelas dignas de confessionário para não sair da cama. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

22/05/2008 - Tempos de Corpus Chirsti

"E, tomando um pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu, dizendo: Isto é o meu corpo oferecido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da Nova Aliança no meu sangue derramado em favor de vós." (Lucas 22:19-20)

Tudo começou com um sonho. Há 900 anos, onde hoje fica a Bélgica, uma freira sonhou com uma lua completamente negra. Estávamos na Idade Média, na época das trevas. Reza a história, que a freira procurou o padre da cidade e contou-lhe a mensagem que havia por detrás do sonho: era preciso celebrar o corpo de Cristo. O padre passou a comandar um cortejo de ação de graças pelas ruas do lugar para agradar aos céus....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

17/07/2015 - Tempos difíceis

Suco de limão galego não se acha mais. Linguiça caipira tá em falta no açougue. Canudo de doce de leite caseiro onde é que tem? Costelinha de leitoa pururuca onde eu encontro meu bem? Bacon defumado em cima do fogão a lenha nunca mais. Onde é que há um pé de manga espada para gente se lambuzar? Goiabinha do campo acabou quando o campo queimou. Doce de mamão verde faltou no prato quando se cortou o mamoeiro para criar gado. Leite já não sai do ubre da vaca, mas da caixinha. Já tem feijoada sem feijão. Tá difícil comer “do bão”.


Comentar Seja o primeiro a comentar

04/11/2013 - Temposição

O tempo, autoritário como um imperador de reinos sem fim, insiste em não pedir licença para passar por nós. O tempo gira, vira, delira o mundo como bem quer. O tempo dá e tira do homem, da mulher, da criança. O tempo é tempestade. O tempo é temporal. O tempo é tempestividade. O tempo é a espera pela bonança que nunca se alcança. O tempo é despudorado, descarado, mal-encarado. O tempo é fadado a nos esvaziar de tempo. O tempo nós dá e nos tira minutos, segundos, horas conforme sua vontade. O tempo fecha e perplexa a terra criando e descriando eras. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

25/10/2010 - Tende ânimo

Não desanima que a jornada é longa e, sem dúvida, novas, esperadas e desconhecidas flores podem nascer ao longo do caminho. Existem anjos que semeiam a nossa estrada. Lembra-se dos finais felizes das histórias de ninar? Pois bem, ainda não chegamos ao final. Agora, é preciso que tenhamos força para seguir em frente, mesmo pisando em pedras e espinhos por um tempo, para colher essa semeadura. De que adianta esmorecer, baixar os olhos, desistir de prosseguir? O alimento preferido da depressão é a própria depressão. Quando não há reação contrária, ela cresce e se multiplica rapidamente. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   2  3  4  5  6   Seguinte   Ultima