Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 111 textos. Exibindo página 11 de 12.

18/01/2012 - Tudo

Se tudo deu certo é porque tudo não era tudo. Se tudo acabou é porque nada começou. Se tudo sorri é porque tudo já chorou. Se tudo foi diferente é porque o óbvio se fez ausente. Se tudo deu em lua cheia é porque a luz está na veia. Se tudo já foi falado é porque existe alguém calado. Se tudo é superficial é porque tudo já voltou do fundo. Se tudo envelheceu é porque o espelho se perdeu. Se tudo é coração é porque a ilusão venceu a razão. Se tudo é fantasia é porque o mundo nasceu um grão de poesia. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

25/08/2011 - Tudo apagado

Tudo apagado em mim. Tudo fosco, sem brilho. Toda luz que havia se esvaiu até o fim. Estou, por completo, desluminado. O fogo virou brasa que virou cinza que o vento levou. Não há incêndio, não há chama, não há uma fagulha sequer. Roubaram minhas estrelas de um modo que não é possível mais vê-las. Tudo sem cor, sem vida, sem calor. Pálido, ajoelho, mas nem deus é capaz de acender uma vela em mim.

O pranto que corre em mim desaguou nas fogueiras interiores e tudo se apagou. Até o magma que borbulhava em meus olhos virou rocha. No meu céu não há mais raios ou cometas, nem um corpo incandescente corta meu horizonte. E esfregando meu coração de pedra não há faísca sequer que consiga chamuscar um papel. Meu inferno é frio. Um frio que provoca ardor, pavor, torpor e escuridão. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

08/02/2014 - Tudo de você

Você, que é feita de giz, rabisca-me de ser feliz. Você, que tem boca rendada, fala-me apaixonada. Você, que é de preguicinha, espreguiça sendo minha? Você, que cheira à atração, não me diz não. Você, com esses olhos de doce oceano, olha para mim se vendo em meus planos. Você, que nunca foi santa, diz o que eu faço com essa coisa tanta. Você, que é pura possessão, invade meu sótão, meu cais, meu porão... Você, que é de hipnose, toma-me dose a dose. Você, toda dona de si, entrega-se deixando cuidar por mim. Você que ocupa todos os lugares da minha lista, belisca-me. Você, que é toda eterna, escorrega-me pelas suas pernas. Você, que tem passos de organdi, faz, faz, faz o meu frenesi. Você, que é uma mistura de tendências, lançamentos e coleções, livra-se dos meus, dos seus, dos nossos botões. Você, famosa como quê, coloca-me para render. Você, misteriosa boneca, conta-me sua fórmula secreta. Você, que é cheia de pirlimpimpim, canta, canta para mim. Você, que anda nas nuvens, sussura-me enquanto ruge. Você, que banha em poção mágica, leva-me pro teu verão. Você, estrela de toda estreia, ouça meu coração que é tua plateia. Você, lua nova e crescente, faça de mim o que quiser pra gente.


Comentar Seja o primeiro a comentar

14/11/2011 - Tudo é bom

Tudo é bom desde que não seja ótimo. Tudo é bom desde que seja na medida certa, não sendo assim de menos ou demais. Tudo é bom desde que não vicie. Tudo é bom desde que valha a pena. Tudo é bom desde que seja tudo mesmo. Tudo é bom desde que você esteja disposto. Tudo é bom desde que haja cumplicidade em tudo. Tudo é bom desde que ninguém saia ferido. Tudo é bom desde que não tenha volta. Tudo é bom desde que tudo seja permitido. Tudo é bom desde que seja vivido intensamente. Tudo é bom desde que não haja limites. Tudo é bom desde que não haja distinção entre sonho e realidade. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

11/02/2016 - Tudo é passado

Tudo é passado. O agora é o ontem anunciado. E o amanhã ainda não está criado, é só abstração. Meu amor, todo amor dispensado é passado. O hoje já está condenado a ser o que já foi. Oi, não chore pelo que vai ficar, pois tudo ficará. Oi, não ignore o passado, pois é lá que mora tudo o que fomos e ainda somos. O amanhã é só uma projeção. Então, como diz a canção, o ontem é o amanhã, que morre hoje. E não adianta implorar, brigar, soluçar, o tempo vem como um carcará, impiedoso e majestoso, e não aceita o nosso choramingar. Deixa de bobeira e se joga na ladeira e tudo o que puder aproveite como vier. Não se importe com o que ainda restará, mas em como você aproveitará o que o tempo mais cedo ou mais tarde levará. Eu aconselho como posso e assim eu digo, como amigo, nada é nosso. Se tudo não fosse emprestado, tudo o que fomos e o que ainda somos não ficaria no passado. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

07/06/2016 - Tudo é você

Corpo de mulher. Asas de anjo. Boneca pop. Cinturinha de bambolê. Traços de revista. Roseira moça psicodélica de rosa azul. Olhos de mar caribenho. Boca maçã do amor. Costas de veleiros. Flash tímido. Calor goiano. Desenho de poesia. Talismã. Ouvidos de piano. Linda e nobre. Coração de malaquita, que merece todo o meu cuidado.

Pés de beija-flor. Língua de moça. Lua de mel. Pernas de bailarina. Amor gourmet. Seios bordados. Pele de tule. Música que fica. Sorte na chegada. Safra de saudade. Nota de desejo. Unha de arranhar. Suor de orvalho. Cheiro de brisa. Mensageira dos ventos. Conto de fadas, o meu era uma vez, o nosso felizes para sempre. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

27/12/2015 - Tudo evolui

A rua parece ser a mesma, mas é diferente e a cada vez que passo por ela. E não falo diferente no sentido de pequenos detalhes, mas no conjunto que compõe a rua. A cada vez que volto a uma mesma rua sou tomado por novas emoções, sensações, descobertas. Aprendi a jamais considerar que conheço essa ou aquela rua. Eu não conheço nada do hoje. Posso ter algum conhecimento sobre o passado, sobre as ruas que já percorri, mas não sei absolutamente nada em relação às ruas pelas quais eu passo agora. Por isso, não crio expectativa, tampouco me encho de segurança para pisar aqui ou ali. Cada passo é novo. É imprescindível ter a consciência de que nada é como já foi um dia. Tudo muda. Tudo se transforma. Tudo evolui, de uma forma ou de outra....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

26/12/2008 - Tudo o que eu queria da vida

Tudo o que eu queria da vida era um amor, um barco e um mar alaranjado. O amor, a vida me deu num belo presente cheio de fitas e magias. O barco está fora de cogitação. E o mar corre vermelho, corre azul, verde, mas não se laranja em momento algum. Do amor, tenho os gomos de beijos e os pedaços do desejo. Do barco, só tenho o vento que me sopra e a vela que eu acendo em prece no ardor deste amor. Já do mar alaranjado eu não tenho nada, já que o sol não quer tingi-lo, apenas frigi-lo em chamas azuis....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

13/12/2011 - Tudo por um fio

Ao final de cada ano tudo fica por um fio. As tensões aumentam. As cordas se arrebentam. Os laços se soltam. A dor, a quebra de expectativa e o estresse acumulados durante os doze meses dão nisso. A vida em dezembro, seja ela no campo profissional ou pessoal, fica por um fio. A morte parece estar em todos os lugares. E essa sensação está muito longe de um mero sentimento de perseguição. Trata-se de um fato concreto que a cada ano anula mais e mais o espírito natalino. Afinal, diante de consecutivas injeções de realidade, a magia fica por um fio....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Tuti fruti

Chega sem pedidos de licença. Acomoda uma xícara de leite com café e uma cestinha com um pão de queijo enorme numa mesa pequenina. Mas no primeiro momento, não toca na xícara nem na cestinha, não beberica o leite nem belisca o pão de queijo. Traz consigo logo três livros. Não se contenta com uma só história. Começa a folhear um livreto com fotos de animais acompanhadas de pequenas mensagens. Devia ser divertido, pois ria compulsoriamente durante uma página e outra. Não estava nem ai para quem estava do seu lado. Talvez risse daquela forma porque fosse desligada ou porque quisesse atenção. Atenção? Cabelos longos e crespos, sardas no rosto e uma blusa colorida de crochê. A leitura segue. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   8  9  10  11  12   Seguinte   Ultima