Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 86 textos. Exibindo página 3 de 9.

29/11/2012 - Favor esquecer

Esqueça o meu nome, esqueça o meu rosto, esqueça a minha voz. Esqueça que eu falo a sua língua. Esqueça a dor que parte de mim. Esqueça o meu verso e todas as minhas rimas. Esqueça o meu caminho. Esqueça aquela taça de vinho. Esqueça da minha casa na lua. Esqueça dos meus problemas, dos meus dilemas, dos meus teoremas. Esqueça meus planos, meus enganos, meus 200 anos. Esqueça meus vôos sobre a sua janela. Esqueça minhas fotografias, meus pedidos, minhas fantasias. Esqueça meu santo, meus medos, meu canto. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

30/11/2012 - Faz de conta nº 3

Faz de conta que o mundo mudou e, que a vida girou e que o barco voltou. Faz de conta que hoje é o que há de melhor para se viver. Faz de conta que a sorte de tanto andar tonta pode cair aos seus pés. Faz de conta que a gente não vai morrer. Faz de conta que a fantasia está liberada. Faz de conta que o proibido é permitido. Faz de conta que a mocinha não se apaixonou pelo bandido. Faz de conta que há uma recompensa no final da estrada. Faz de conta que tudo leva à criatura amada.

Faz de conta que tanto dá para ir mais alto quanto mergulhar mais fundo. Faz de conta que deus não é vagabundo por ter descansado depois de seis dias de criação. Faz de conta que não doeu. Faz de conta que o que é meu é seu. Faz de conta que nossa relação com o calendário não é a mesma do peixe com o aquário. Faz de conta que o parafuso não nasceu pra porca. Faz de conta que a linha do horizonte não é torta. Faz de conta que não se importa com a saudade que lhe enforca. ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

22/11/2009 - Faz sentido o amor?

O amor não faz sentido, contudo, usa e abusa de todos os sentidos. O amor não é palpável, mas vivem tentando agarrá-lo e, sobretudo, prendê-lo. O amor só existe quando livre, interagindo com o meio, porém, dizem que ele fica confinado no coração. O amor está acima de qualquer condição climática, mas insistem em associá-lo aos dias frios e chuvosos. O amor cura e, ao mesmo tempo, causa febre, dor, depressão, estresse e outros males curáveis somente com... amor.

O amor é puro, mas precisa jogar para sobreviver. O amor é inocente, porém, está sempre sendo acusado de uma coisa ou outra. O amor é eterno, no entanto morre na maioria das vezes. O amor não tem cheiro, mas lhe são atribuídos diversos perfumes. O amor é símbolo de sentimento concreto e maduro, no entanto, morre de ciúme. O amor é infinito, indestrutível, incorruptível, mas se apresenta quase sempre com um rostinho frágil e indefeso....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Faz-de-conta nº 2


Queria que chovesse chocolate e que a enxurrada me levasse num barco de papel. Queria que telefone celular cantasse como passarinho, num tom miudinho. Queria que jornal fosse feito de historinhas de ninar. Queria que o trabalho fosse só pra gente grande (e que essa gente grande trabalhasse no que queria ser quando crescesse). Queria que carro tivesse asas e que avião chegasse até os anéis de Saturno. Queria que existisse perfume de bolo de fubá com café de coador de pano.

Queria que toda casa fosse construída nos galhos da árvore e que os cachorros dessem cambalhotas como no cinema. Queria que a vida fosse cor de rosa, azul, verde... e não essa coisa cinzenta que anda por ai. Queria que os heróis e as mocinhas saíssem dos livros e fossem viver seus romances lá na praça. Queria que a fome não passasse de mais uma das tantas abstrações que habitam os discursos políticos. Queria que os gansos passassem no meio da rua, só pra acalmar o trânsito. ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

29/08/2015 - Fazendo amanhecer

O que é, o que é essa força, essa paz, esse amor? É a luz de um preto-velho que vem chegando de uma estrela que não se enxerga daqui. Chega e clareia tudo, ilumina por dentro, toca fundo no sentimento. Cura por meio do amor e traz à tona as lágrimas mais fundas, afastando o peso que nos deixa corcunda, limpando-nos de todas as lástimas. É leve como vento e intenso como tempestade, mas é manso feito chuvisqueiro e forte tal o broto que rompe pela luz um tempo de clausura.

É Pai João, é Mãe Tildes, é Pai Zambô, é Vovó Maria Conga, é Vovô Nazário, é Vovó Marilu, é Vovô Agripino, é Vovó Benedita, é Pai Joaquim, é Mãe Laura, é Pai José, é Mãe Rosário, é Pai Crispim. É preto e preta velhos da Mata, da Cachoeira, da Pedreira, de Aruanda, do Congo, de Guiné, da Caridade, das Almas, de Enoque. São mentores, são professores, são amores incondicionais que ao vir deixam um rastro de luz. São de outros planos e conhecem tão bem nossos planos. Estão a anos-luz de nós e ao mesmo tempo tão perto se doando e nos amando de uma forma que foge à incompreensão humana. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

01/01/2015 - Fazendo do antigo o novo

Feliz ano, mês, semana, dia, hora, segundo novo para você. Que aquele desejo antigo (re)nasça novamente em você a partir de hoje. Que a virada tenha chacoalhado a ponto de despertar dentro de você paixões adormecidas. Um viva aos sonhos que explodem tal e qual fogos de artifício no céu da sua boca. Que seu mundo seja novo sob seus pés ou na sua cabeça. Que a força do “novo” tome de conta do seu ser. Que você ganhe ânimo, coragem, esperança, vontade de seguir em frente por velhos ou novos caminhos. Um viva aos sonhos que resistiram – de uma forma ou de outra, não cabendo explicação para o feito – à mudança do calendário. Um feliz tempo novo aos que se desdobram para manter viva a chama das estrelas. Embora sejam as mesmas do ano, do século, do milênio passado, as estrelas brilham com um quê diferente a cada novo dia. Um viva às estrelas de braços, pernas, olhos e coração. Feliz ano, mês, semana, dia, hora, segundo para você que acredita, vive e se entrega ao novo. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

11/02/2014 - Fazendo-se você

Mostra às mãos dos meus olhos ou aos olhos das minhas mãos seus desenhos que se desenham pelo seu corpo afora de forma diferente e mais envolvente a cada hora numa tinta quente e congruente aos meus desejos nada intermitentes, mas extremamente crescentes. Deixa cair aos meus pés todas as suas incompreensões, de modo que eu lhe pegue completamente nua de ilusões. Toma do meu caminho cada passo para você, cada passo sem volta ou pronto para recomeçar por e com você. Deixa-me conhecer e enaltecer cada um dos seus espetáculos, sendo sua plateia, seus aplausos e seu pedido de bis, de tris, quatris... Mira, suspira, delira e se vira como feto por completo à luz deste que se diz apaixonado e feliz com sua arte. E por favor, não se segure quando for para cair em mim. E por favor, não perdoe quando for me culpar por tanto amor. E por favor, não se despeça se a intenção é não ir, mas vir mais e mais para perto, para perto deste que sem você se faz deserto.


Comentar Seja o primeiro a comentar

19/02/2015 - Fazer por merecer

A consciência se enrola, rebola, rebola, rebola, mas a desculpa não cola e o amor segue ferido. O passado, por mais feio ou grave que seja, não é bandido para viver escondido e mais dia menos dia vem à tona. Até mesmo o maior amor do mundo por um segundo que seja já beijou a lona. É preciso controle para não perder o presente e contaminar o futuro, a todo instante o coração deve ser limpo para permanecer puro. Todos sabem que o espelho não é bom conselheiro, melhor perguntar às nuvens, às ondas, aos coqueiros. Faça a ginástica que for preciso para entender o que é preciso ser entendido. O anjo que brilha hoje já foi um anjo caído. Não se iluda tudo mais dia menos dia muda, basta querer e viver e fazer por merecer. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

25/01/2017 - Fé em si mesmo

Como anda a sua fé? Eu falo sobre a sua fé em si mesmo. Sim, você precisa acreditar em si, mais do que tudo, crer naquilo que você é capaz de realizar. Muito das coisas negativas que acontecem em sua vida é porque você não acreditou o suficiente para que elas fossem realizadas a contento. Não basta querer ou saber disso, é preciso acreditar. E acreditar de verdade, com vontade, com o coração totalmente entregue a esse querer. A partir do momento em que acreditamos piamente em algo esse algo já começa a existir....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

25/04/2014 - Fé na mulher que amo

Eu tenho fé na mulher que amo. Uma fé incorruptível que não me faz dobrar os joelhos a não ser que isso seja um pedido especial dela. Uma fé que me faz acreditar não só nela, no que diz ou faz, mas em tudo que a envolve. Por essas e outras, não acredito no impossível, tampouco desisto de coisa alguma. E como a fé é feita de mistério estou sempre submerso no oceano de mistérios que é a mulher amada. Tudo, por mais mundano e profano envolvendo o nome dessa criatura, torna-se sagrado e deve ser tratado como tal por mim ou por quem quer que seja. Eu rogo, suplico, imploro, faço promessa e procissão de desejos com destino à mulher que me faz amor. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima