Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 184 textos. Exibindo página 5 de 19.

Marchinha

Me me me menina
Veja só o que aconteceu
Depois que lhe encontrei
Meu coração se rendeu
E agora
Eu não sei
O que vai ser de mim
Ó minha colombina
Deixa eu ser
Teu arlequim.

Esqueça a dor
Da ilusão
Vem
Vem me dê à mão
O mundo está em flor
Chegou carnaval do amor.

É dia
É folia
Não fale nada
Não faça nada
Não pense em nada
Só seja minha namorada.


Comentar Seja o primeiro a comentar

04/05/2014 - Mareando

Vou pelos coqueirais
Como papel na ventania
Totalmente entregue
Avisto o riso dos casais
Penso na minha poesia
E há quem me negue
Um pouco de companhia
Piso a areia branca
Dou-me ao mar
Recordo da santa
Das suas mãos rubras
E me vou sem lugar
Olho para as conchas
Imagino uma coroa
Para presentear
A princesa que voa
Em meus pensamentos
E eu ainda aguento
A canção da solidão...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Maresia

Sem direção,
Sopra
A inspiração,
Dobra
A menina
À esquina
Da arrebentação.

À deriva,
A maré se esquiva
Da conta
Pequenina
E encontra
Pronta
A menina.

Menina
Que repentina
Se despe da poesia,
Meia por meia,
E presenteia
A maresia
Com contos de areia.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Margeando-te

Quando meus passos caminham em seu encalço
Lado a lado, ladeando e beirando, margeando um ao outro
Outro ao um
A estrada vai dando em tudo, dando em nada
Sou alguém, sou nenhum
Passando pela estrada alongada

Eu passo namorado enquanto passa enamorada
E do ventre da noite escura nasce uma brisa louca
E nos joga à loucura de sua formosura
E toda estrada quer acabar em sua boca
E toda noite para nós ainda será pouca
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Marie lenne

Marie lenne
Je t'aime
Dans un amour si grand
Et deaimer ainsi
Je pleure ne pas avoir d'ailes
Pour devoler bien sommet
Du ciel
Ensoleillé
Nem força
Para saltar
E me agarrar
À une étoile
Só para te ver
Près
Et plus près
Mon ange
Lilas.

S'il vous plaît
Par tout amour
Desce à terra
E berra
Em meus ouvidos
Les notes d'un piano
Dans une chanson française...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Marilenico

A minha história fala de uma busca
De uma cidade e de memórias.
Mas, acima de tudo, versa sobre o amor
Marilenico
Que me guia
E eu vou
Marilenamente
Por essa estrada épica
Em meio a cenários e personagens
Que me levam a Marilene
Um mundo imaginário
Absolutamente convincente em seus detalhes
Marilene é a obra sem paralelos
É a amplitude do amor
É a vividez
O mergulho do cisne e o vôo do condor...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

05/07/2014 - Marítima Mar íntima

Passa sob o verdume dos meus olhos completamente marítima
Seu corpo se comunica em tantas línguas e até fazendo mímica
Esbanja a cor do oceano ensolarado em sua pele sem passado
Toma banho de mar alto levando bocas ancoradas a naufragar
A brisa esculpe suas curvas e entalha su’alma de forma rítmica
E quando verte a noite uma estrela de sal aponta ao seu lado
E ela começa a dançar sem sair do lugar; Nua ao que é amar


Comentários Comentários (1)

Mártires

Pelo coração dos mártires
Que morreram acreditando
Não pode mais
Esse sofrimento
Solidão
Sair por ai me devorando.

Os sentimentos
Já foram banidos
Já foram morridos
Já foram esquecidos
Nos calabouços
E eu já não os ouço.

Pelo que ainda resta de sagrado
Soluço em dor
E expulso o amor
Numa rima barata
Condenada ao passado.

Ah! Deve haver alguém
De tanta poesia...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Martírio

Ama
Mas ama da nossa forma
Com toda a plenitude do conceito
Quer seja de forma quieta
Quer seja bem distante
Ama
Para não fazê-la sofrer
Mesmo que você sofra mais
E mais por isso
Ama
E ama sem pré-ensinamentos
Esqueça-se dos velhos sentimentos
E encontre o ponto
Entre a razão e o prazer
A razão que o faz
Insistir em um amor triste
E o prazer
De ver que a amada existe
Porque e só porque
O faz sofrer...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Más línguas

Por mais que insistam
As más línguas eu não quis
Trazer o choro ao teu rosto
Tampouco fazer do prazer
O desgosto
De uma vida incerta
Ou infeliz
Olha, meu bem
Eu a amo como nunca amei
Ou hei de amar
Algo ou alguém
Uma vez ou novamente...

Sem você
Não quero mais essas coisas
Do coração
Tudo será só pó e solidão
Quantas provas quiser
Eu lhe darei
Quantas trovas mulher...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   3  4  5  6  7   Seguinte   Ultima