Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 62 textos. Exibindo página 1 de 7.

Quadrantes

Lá no rastro dos sonhos
Uma mulher vestida dela
Abóia a boiada dos meus desejos
Como se não tivesse ontem nem amanhã

Lá pela pelagem de amora
Tange o gado dos sentimentos
E cavalga mata adentro
Como se não tivesse chuva nem vento

Lá pela terra de sorriso e medo
Corta as ancas com seu reio
E apeia lá detrás do nada
Como se não tivesse fim, nem meio

Lá pelo torrão de seios
Por entre pintassilgos e pintarroxos...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

05/12/2014 - Quadrilhas

Fura meu peito
Com seu salto agulha
Invada sem respeito
A tulha
Do meu sentimento
Sangrando
O que é seu por direito

Fura minhas vistas
Com suas unhas
Coloridas de Dior
Cega minhas listas
E sem mumunhas
Toda calculista
Faça-me ainda pior


Comentar Seja o primeiro a comentar

19/10/2013 - Quadrinhas pra Vinícius

Tem um Vinícius que canta
Perto da tramela
Da minha janela
Toda vez que a lua se levanta

Tem um Vinícius que gira
Na minha bebida
Feliz da vida
Bebendo e fazendo lira

Tem um Vinícius que compõe
Na minha banheira
Pela noite inteira
Enquanto estrelas se interpõem

Tem um Vinícius que abençoa
Em feitio de orixá
Em versos de saravá
Cada vez que a alma voa

Tem um Vinícius que acende...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

Qualquer coisa de fim

Não há qualquer coisa de fim
Não se pode ver tudo acabado
Tudo pode voltar como um dia enfim
Foi terminado
Ou determinado.
Foi e já não é questão de ser
A eternidade é uma lenda,
Uma promessa e uma oferenda,
Que se dá sem querer,
O amor infinito está em segundos ou séculos atrás
O depois é uma bolha de sabão que o vento traz
E não tem para onde levar.
Amar, amar, amar.
A despedida é a continuação
Dos sonhos que deixaram em nossas mãos...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/07/2016 - Quando com você

Quando com você tudo se realiza em mim
Pássaros cantam estralado em meu interior
Meu mato fica verde como depois da chuva
É como se eu me tornasse um imenso jardim
E suas flores me colorissem num buquê de cor
Minhas águas correm, meus rios transbordam
Sou tomado por uma alegria que pinta e borda
Quando com você, tudo se transforma e toma
Seu rumo, pois é só com você que me aprumo


Comentar Seja o primeiro a comentar

Quando ela vier

Quando ela vier, não importam as razões
Que ela tentou esquecer ou fingir.
Não importa se iremos ouvir perdões
Se nos consagraremos ou se vamos desistir.
Quando ela vier, com os seus porquês
Talvez já a tenha distante
Com as esperas postas num buquê
Onde a vida se faz a cada instante.
Quando ela vier, quero que venha no riso
Que estampa as vitrines das cartas,
Quero que venha com o siso
De suas sobriedade farta.
Quando ela vier, não será preciso dizer...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

27/07/2013 - Quando eu era

Quando eu era um pássaro
Entre umas e outras canções
Vivia a pousar nas mãos
Das donzelas
De laços nos cabelos
Que suspiravam nas janelas
Suas dores de cotovelo.

Quando eu era um bicho
Entre ser caça e caçador
Eu lançava olhar esquivo
Às moças
Que lavavam suas roupas
Nas poças do rio
Loucas de arrepio.

Quando eu era violeiro
Entre os ponteios da toada
Eu flertava com as meninas...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

06/01/2015 - Quando longe de casa

Quando longe de casa
O pássaro abre a asa
O malandro mostra a faca
E o barqueiro não abarca
Longe de casa o pinto pia
Pela galinha de dona Maria
O cachorro marca terreno
A cobra deixa no ponto seu veneno
Longe de casa o gado pasta
O gato seduz suas gatas
O cavalo se exibe pela estrada
E o rato não se proíbe de nada


Comentários Comentários (1)

Quando o amor acontece

O amor
Quando acontece
Esquece
A coerência
Das horas,
A paciência
De quem o chora
E tudo mais...
O que falam
É crendice,
Previsão de amor
É tolice,
O tempo não precisa virar
Ou se pedir à estrela-cadente
Para um amor vingar...
O amor é de repente,
Pode mesmo acontecer
Antes da primeira vista
E, por favor, não insista
Em negar. Aconteceu.


Comentários Comentários (1)

Quando voltar

Quando voltar, quero encontrá-la com um riso nos lábios.
Quando voltar, quero vê-la no lugar de costume.
Quando voltar, quero que seja a minha primeira paisagem.
Quando voltar, quero as suas mãos vazias para os abraços.
Quando voltar, quero ouvir algo diferente do silêncio.
Quando voltar, quero conhecê-la novamente.
Quando voltar, quero as novidades mais absurdas.
Quando voltar, quero todas as juras possíveis.
Quando voltar, quero sentir o sabor intocado da espera.


Comentar Seja o primeiro a comentar

      1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima