Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 34 textos. Exibindo página 1 de 4.

10/09/2013 - Uivos de lobo

Os lobos uivam à lua
E a caravana do tempo passa
Atravessando a cidade
Que se ergueu do lado de dentro
De cada um
De todos nós
Os lobos uivam de fome, de desejo,
De saudade
E o tempo se esgarça
Maldito e bento
Pecador e santo
Dor e unguento
Ao mesmo tempo
Por entre dentes e línguas
De lobos e homens.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Última aposta

Um falso amor
Eis o que peço
Nada mais
Nada além
Da falsidade
De um amor
Falso
Inútil
Medíocre
É assim que quero o amor
Amor raso
Amor sem perguntas
Amor sem feridas
Que o amor seja falso
Pirata
Construído no fundo de um quintal
Que o amor não tenha licença
Para ser amor
E que o seu prazo de validade
Se cumpra daqui alguns minutos.

Quero um amor falso
Mas um falso competente...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

15/06/2016 - Última chance

Amor
É nossa última chance
É tudo o que você sempre quis
É tudo o que eu mais quero
Não vamos nos perder
Nem jogar fora
Nossa oportunidade de ser feliz
Não chora
Porque nossa hora é agora
Eu ainda espero você vir embora
Morar comigo
Ainda é tempo de jogar tudo pro alto
Em nome do amor
Do amor das nossas vidas
Nada de despedida
Nada de nos afastarmos
É tempo de nos entrelaçarmos
De nos casarmos ...
continuar a ler


Comentários Comentários (2)

Última fantasia

Acreditei que o mundo fosse fantasia
Como numa aquarela ensolarada
Todos rindo na mesma alegria
Todos conversando na calçada
Crendo que a dor fosse uma atriz
Encenando uma peça que não nos diz.

No entanto, canto que a vida é de ilusão
Somos todos perdidos
Mocinhas e bandidos
À procura de um sentimento
Que soa perdoa e nos bate
Na batida de um refrão.

O amor dos livros não existe
O final feliz é só fingimento...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

27/10/2013 - Um amor

Um amor
Não destrói
Não condói
Não corrói
Um amor
Não se vende
Não se rende
Não se prende
Um amor
Não se mata
Não se trata
Não viralata
Um amor
Não cai
Não sai
Não trai
Um amor
Não disfarça
Não passa
Não fracassa
Um amor
Não abusa
Não intrusa
Não se usa
Um amor
Não apaga
Não se larga
Não desafaga
Um amor...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Um amor atemporal

Por quantos dias
Paqueremos as nossas lembranças
Por quantos dias
Namoramos como duas crianças
Por quantos dias
Beijamos-nos
No encontro dos ventos
Do sentimento
Nas travessuras das luas
Nas transversais das ruas
Nos contos de fada e de bruxa
Que se desenrolavam
Que se desdobravam
Em nossa noite
Vazia e calada.

Por quantos dias
Beijamos-nos
Em lábios de anjos
Por quantos dias...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

24/09/2016 - Um amor de etecetera e tal

Não me dê tão pouco
Eu preciso de mais
Meu coração é oco
E fica tão vazio
Da falta que você me faz.

Eu amo demais
E como um rio
Eu não corro pra trás
Por isso, quero mais
Sempre mais do amor.

E, por favor,
Não me ache errado
Ao querer mais de você
Mais do que tem me dado
Amor é pra ser compartilhado.

Então, deixe de represar
O que deveras sente
Eu sei que me ama...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

16/04/2016 - Um apaixonado

Foi me apaixonando
Que resolvi o que seria pelo resto de meus dias
Um apaixonado
E o meu maior desafio
É me apaixonar todos os dias
Pelo diferente ou pelo mesmo, mas de forma inédita
E redimensiono essa paixão
De modo que muitos dias eu não caibo em mim
Eu extravaso
Canto, grito, choro, fico febril...
A paixão arde, queima, dá calafrios e tremedeiras
E uma série de explosões, implosões e erupções
O apaixonado enfrenta o tempo ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

13/11/2014 - Um artigo chamado saudade

A saudade é artigo que me alimenta
Dá-me abrigo numa dimensão perdida
Entre o que se foi e o que se é nesta vida
Entre o que se sonhou e o que se conquistou
Entre o que se suportou e o que se aguenta
A saudade é o que me sustenta em pé
Depois de tudo o que fora feito da minha pessoa
Por esses tempos do mundo e do submundo
No qual um sentimento de falta muitíssimo destoa


Comentar Seja o primeiro a comentar

11/02/2016 - Um basta

O meu mundo
Estremeceu
Quando ela
A mais bela
Reapareceu
E veio à tona
O profundo
Mais fecundo
Do meu ser
Que se cansou
De padecer
Por quem
Meu bem
Tanto abusou
De fazer... sofrer.


Comentar Seja o primeiro a comentar

      1  2  3  4   Seguinte   Ultima