Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 301 textos. Exibindo página 1 de 31.

Sábado nº 2

O sábado já se prepara para anoitecer
As árvores já ficam com as folhas mais escuras
As nuvens de algodão já se deitam lá pelos lados do horizonte
As pessoas já andam mais devagar
Já há quem espere pela lua (mas mulheres já e sempre demoram a chegar)
Um beija-flor já procura a última flor do dia
As conversas já tratam o sábado como passado
Tudo já anoitece
Enquanto a saudade já amanhece em mim...


Comentar Seja o primeiro a comentar

Sabatina

Que horas você acorda?
Aonde você almoça?
Qual o seu doce predileto?
Em que cálice você conta um pouco mais de você?
Quando vamos nos ver?
Por que você se foi?
Por onde você sonha?
Como você me ama?
Faz tempo que você dormiu?
Em qual ilha você hora?
Há ao menos uma probabilidade?
Quantas lembranças você guardou e quantas jogou fora?
Já é tarde pra você?
Você me chamou ou me mandou embora?
Para quem você se veste?...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

18/04/2014 - Saberes

Eu sei o que tudo isso significa
Eu sei o que tudo isso implica
Eu sei o que eu tento e aguento
Eu sei o que é esse sentimento
Eu sei o que quer me dizer
Eu sei o que tenho de entender
Eu sei o que é preciso passar
Eu sei o que temos de enfrentar
Eu sei o que tudo isso traduz
Eu sei o que é que nos conduz
Eu sei o que tenho de fazer
Eu sei o que vai acontecer
Eu sei o que tudo isso me traz
Eu sei o que é mas, mais e demais...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Sabiá

Luzes da ribalta
Das penas dos oitis
Dos orixás
Que iluminam
O rosto
De uma sabiá
Que não quer mais voltar
De lá
De lá
De lá...

De lá de trás do mundo
De lá
De lá
De lá
De lá onde vivem amantes vagabundos
Sabiá
A sabiá
Sabiá
Voou cansada de viver
Amores de segundos
Paixões de vira-mundos
Romances de fundos
De palco...

A sabiá
Que não quer mais voltar...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

10/02/2015 - Sabiá e Berenice

Sabiá
Mal aprendeu a voar
E veja só já me disse
Que quer namorar
Uma tal de Berenice
Mas que tem medo
De cair e se partir
Pelo arvoredo
Eu não aguentei
E cantado falei
Deixa de tolice
Ò sabiá
Se vai amar
Berenice
Eunice
Melisse
Ou Nice
Vai sofrer
Vai se machucar
E até entregar
Suas asas
E se afogar
Em poça rasa
O amor é sério
Cheio de mistério...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

15/10/2014 - Sabiá fofoqueiro

O sabiá cantador das novidades
Encarregou-se de assoviar cedinho
Pelos corredores voadores da cidade
Que nos viu por ali aqui agarradinhos
Como duas aves num só ninho
Como quatro asas num só corpo
O sabiá fofocou pras bandas do rio
Que o beijo durou mais do que seu assovio
E chegou a ter um sonoro arrepio


Comentar Seja o primeiro a comentar

09/10/2013 - Sabiá laranjeira

Sábia laranjeira
Pulou, pulou, pulou
Assentou na porteira
E cantou, cantou, cantou
De quarta a sexta-feira
Esperou, esperou, esperou
Por uma moça brejeira
E assoviou, assoviou, assoviou
A moda da saudade mateira
Até se aninhou, aninhou, aninhou
Esperando outra saideira
Mas chorou, chorou, chorou
Quando não viu a bela pela ladeira
E então voou, voou, voou
Voou trêmulo e com batedeira
Como quem amou, amou, amou....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

19/03/2015 - Sabiá tem que voar

Sabiá
Ai, minha sabiá
Mais dia menos dia
A gente tem que voar
Pra buscar o viço
Que nos poema
Nem que para isso
A gente precise se deixar
Sem pena
Separar nossos bicos
E gritar: eu vou, mas fico.

Sabiá
Ai, minha sabiá
Não chore, ore
Pelo ninho feito
Que seguirá
Dentro do peito
Num reajeito
De gravetos e ramas
De sentimento
Num canto quieto, deserto,...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Sacrário

Se eu pedir
Pelo amor desse deus
Que tanto bendiz
E que não sei onde se esconde
Será que você vem
A minha procura
Ou será mais uma das promessas
Dessas sem cura.

Se acredita nesse deus
Que não sei quem é
Por que não confessa
Todo amor que lhe dei...
Se for para jejuar
Jejuei
Se for por sacrilégios
Sacrifiquei
Se for para amar
Amei
E agora, sem rezas, não sei.

Não me sei...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/09/2015 - Sai daqui! Saio não!

Se eu ainda me enrosco em seus cabelos
É porque continuo cedendo aos apelos
Do mar que insiste em me levar
E eu, sonhador nato, querendo ficar
Em quem já não está mais ao meu lado
Por mais que esteja e eu até a veja
Está mais para uma imagem do passado
Que não me deixa partir para o destino
Menino atarracado no vestido materno
Fiel preso aos prantos aos pés do santo
Saudades que teimam em ficar no inverno
Assim sou eu diante do mar aberto...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

      1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima