Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 231 textos. Exibindo página 3 de 24.

26/05/2015 - A lua do sertão

A lua do sertão
Se veste de xote
E tem por mote
Ser noiva de João

A lua do sertão
Tem um xaxado
E um véu bordado
Nem toca o chão

A lua do sertão
Pula sete fogueiras
E tem assanhação
De sinhá faceira

A lua do sertão
Quebra-queixo
Nos tira do eixo
Não sabe dizê não


Comentar Seja o primeiro a comentar

09/10/2014 - A lua revelará

Um dia quando eu já não estiver mais aqui
A lua lhe contará tudo o que eu fiz por você
Até lá ela tem um pacto de silêncio comigo
Mas depois poderá romancear o que eu fui
Todas as loucuras ainda desconhecidas
Todo sentimento guardado em segredo
Tudo um dia será revelado a fundo
E então saberá até onde cheguei por você


Comentários Comentários (1)

A mão e a poesia

A mão escreve a poesia
A noite se encarrega da inspiração
Os violões vão compondo a melodia
E o povo vai cantando a canção.
A alma captura sentimentos
Correndo no sangue da paisagem
Amores, histórias e lamentos
Se fundem numa só imagem.
De repente vai surgindo o refrão
Dos pensamentos
No ritmo do coração
De quem se atira aos ventos
E pede perdão
Para agradecer
A nossa missão
De cantar para viver
De viver para sofrer...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

A mão que afaga a solidão

Se eu chorar
Quero uma mão para estancar-me
Quero que me deixem sozinho
Nos ritos
De um choro solene.

Chorando
Ficarei nu comigo mesmo
Despindo-me de mim
E do que me fugiu
Ao longo do tempo.

Quero chorar
Na inocência criança
E no desespero de amar
Quero deixar o choro me tomar
Num sentimento solitário
Mas diferente
Por não ser de todo ausente.

Se eu chorar
Quero um colo para me submergir...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

A menina

Viro
Rodo
Giro
Danço
E não me alcanço
A rua acaba ali
Mas daqui
A lua é um balanço
Tão distante
Quão o amante
Que me segue tão logo avance
As páginas de um romance
Que o tempo não terminou.

Sou feita do pólen de uma flor carnívora
Sou feita dos caídos do céu
Sou feita dos venenos da víbora
Sou feita do sabor de um mel que hiberna
Sou feita das voltas e voltas de um carrossel
Que volteia ao redor da minha perna...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

06/11/2016 - A mil quilômetros

Eu te amo
Distante e calado
Meio complicado
E tão apaixonado
A mil quilômetros
Sinto seu gosto

Eu te amo
E decreto os óbitos
Das minhas solidões
Me livro do encosto
De tantas paixões
Pra sempre verdes

Eu te amo
Caindo pelas tabelas
Suspirando na janela
Subindo em paredes
Tal homem aranha
Vem e me arranha


Comentar Seja o primeiro a comentar

11/04/2016 - À moda da chef

Me cheira
Me tempera
Me espera
Me queira
Bem
Muito bem
Meu bem.

Me provoca
Me vira
Me invoca
Me gira
360 graus
De caos
Sem tchau.


Comentários Comentários (1)

A mulher de direito

A mulher de direito
Cria leis
Dita regras
E tem olhos
De código penal.

A mulher de direito
Não gosta
De desrespeito
E defende o amor
- Um réu piegas -
Sozinha no tribunal
Diante de um crime passional.

A mulher de direito
Faz amor de toga
E pratica ioga
Para se livrar do mal
Do malfeito
Do preconceito
E do imoral.

A mulher de direito
Tem artigos...
continuar a ler


Comentários Comentários (3)

A mulher de machu picchu

Por detrás do portal do sol
Desvirgina-se
A mulher de machu picchu
Aprisionada pelo último imperador inca
Teve suas asas cortadas
E sua vida condenada
A mais de dois mil metros de altura.

Diante da escolha de ficar
Ou se jogar da velha montanha
Resistiu ao tempo
E foi eleita rainha daqueles templos, praças
E corpos mumificados
Que um dia
Desejaram-na enquanto amada.

No seio da velha montanha...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

A mulher dos druidas

Ah! Onde estão os druidas
Será que brincam nos seus cabelos
Será que vão pelo deserto dos camelos
Será o que será das nossas vidas
O que acontece acontecerá
O que vai ser será
Não adianta se esconder
Não adianta deixar de me dizer
Meu coração em catedral
Eu e você cordão umbilical
Ah! Coração catedrático
Ah! Coração enfático
Ah! Coração matemático
Calcula a saudade
Numa fração sem idade
De número irracional...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima