Daniel Campos

Poesias

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 2480 textos. Exibindo página 7 de 248.

Abajur

Quando a noite chegar
E me cobrir de silêncios
Acenderei o abajur
E a luz da noite
Escorrerá negra
Sobre a lâmpada
Da cabeceira
Da cama.

Sob essa luz
Lerei minhas saudades
Em beijos não dados
Em juras desentendidas
Em olhares calados
E nas mãos incompreendidas
Lerei os versos do tempo.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Aberta a temporada para esquecer

Esquece
Enquanto te lembro
De deixar de sofrer.
Esquece enquanto te deixo
Me deixar esquecer.
Esquece o que somos
Se nós o fomos
Algum dia.
Esquece o que disse
Sé é que escutou
Esquece o que leu
E o que pensou
Esquece.
Esquece
Enquanto morro
Nas lembranças que nunca quis morrer
Esquece
Porque já é tempo
De esquecer.


Comentar Seja o primeiro a comentar

11/01/2014 - Abrir mão

Por nada
Nesta ou em outra vida
Eu abro mão de você
Nada que me dirá
Ou me dirão de você
Far-me-á deixar
De lutar
De sonhar
De me apaixonar
A cada dia um tanto mais
Por você

Por nada
Deste ou de qualquer mundo
Eu abro mão de você
Nada me levará
A deixar de pensar
De bendizer, de querer
Você a todo instante
Num amor alucinante
Seguro do que deseja
Ardente no que beija...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

Absoluto querer

Esconda as lágrimas que eu lhe deixei
Debaixo dos sete lençóis da cama
Faça de um sonho feliz a sua lei
Esquece o mundo lá fora e me ama

Esqueça os sentidos em fá gemidos
Aterradores, chama-me pirata
Assassino, bandido aos meus ouvidos
Me ama, me mata, mas nunca me falta

Deixa-me queimar em suas labaredas
Seja meu inferno, quebra meu decoro
Deixa-me andar a pé por tuas veredas

Seja fel, sorva mel, faça-me perder...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Abusada

É abuso
Me fazer
Encarar
O fim
A cada dia.
É abuso
Dizer
Que é a parte
De mim
Chamada alegria.
É abuso
Querer
Que tudo
Enfim
Acabe em poesia.
É melhor
Desfazer
Desdizer
Desquerer
Enfim
O fim
De mim.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Acabado

Acabou...
É inútil dizer
Mas acabou.
Elas me doparam
Elas me enganaram
Elas me levaram
E quando acordei
Eu só sabia
Que amei
E que acabou.
E eu não pude nada,
Acabou...
Até o choro
Ficou velho,
Até o grito
Perdeu o sentido
Porque acabou...
Ou melhor
Ou pior,
Acabaram
Por mim.


Comentar Seja o primeiro a comentar

21/02/2016 - Acabado o baile...

E o baile terminou
Pés se assentaram
Corpos se vestiram
E bocas se trocaram

Nunca se imaginou
O que revelaram
Eles se traduziram
E ainda se amaram

E o baile enfim ficou
Nos olhares cruzados
Nos rostos recolados
Nos copos quebrados


Comentar Seja o primeiro a comentar

Acácias

A rua escura tem mais luz do que aparenta
Nas bocas das pessoas que não sabem o que dizer
A rua escura tem a noite que adentra
Andando, andando, andando sem saber
A rua escura pode ser
As mãos que não se encontram
Os olhos que não se encontram
As bocas que não se encontram
Na forma clara, clara, clara
Que não tem cara
A rua pode ser um vão
Uma curva, uma esquina
Um mar, um chapadão
Algo além dessa messalina escuridão
A rua escura pode ser o não...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

21/02/2015 - Acaí e cupuaçu

Meus lábios de açaí
Na sua boca de cupuaçu
Num melado envolvente
Numa sedução inocente
Com gosto de querer
Nosso coração nu
Gostoso de ver e ir
Em sua direção
Meus lábios mesclados
Dos meus aos seus
Eu te amo apaixonados
Minha boca escandalizada
Da saudade lambuzada
Da sua língua na minha
Como se os dentes
Fossem os limites da rinha
Ao corpo a corpo dos grãos
De açúcar
Que é de explodir a nuca...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

16/09/2013 - Ação e reação

O amor
Quando
Zomba
De outro
Amor
Tomba
Antes
Da hora.

O amor
Quando
Tromba
Com outro
Amor
Feito bomba
Explode
E chora.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   5  6  7  8  9   Seguinte   Ultima