Daniel Campos

Poesias

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 2480 textos. Exibindo página 1 de 248.

09/08/2016 - Com todos meus amores

Eu não sei dançar
Como dançam os lobos
Eu não sei nadar
Como nadam os botos
Eu não sei chorar
Como choram os bobos
Eu não sei cantar
Como cantam os loucos
Mas eu sei amar
Como amam os poucos

Não sei iludir
Como iludem os atores
Não sei fingir
Como fingem suas dores
Não sei sumir
Como somem os adeuses
Não sei dormir
Como dormem os deuses
Mas eu sei amar
Com todos meus amores....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

17/04/2016 - O trem vem ganhando espaço

O trem vem ganhando espaço
Gemendo trilho
Faiscando aço

O trem vem ganhando espaço
Feito novilho
Fugindo do laço

O corpo de lata e latão
Vem marcado
Machucado
De tempo e estradão

Tem amor que vai
Avança pelos dormentes
Tem amor que esvai
Nos poentes da estação

O trem vem ganhando espaço
Goste ou não
Vem apertando o passo

O trem vem ganhando espaço ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

06/12/2013 - "Caba" luz

Que a luz acabe
E a gente possa
Com toda bossa
Se amar no escuro

Que a luz acabe
Pra gente fugir
Pra gente sorrir
Longe de tudo

Que a luz acabe
E a gente se deite
E ainda se deleite
Nesta confusão

Que a luz acabe
E a gente se renda
E ascenda e acenda
Como velas

Que a luz acabe
Que a gente clareia
E até incendeia
Os pirilampos
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

04/12/2013 - (Nem tão) Longe daqui

Há de haver um outro tempo, um outro espaço
Um outro universo possível de existir, de fato,
Com todo amor que há para ser vivido sem
Ser vencido pelo cansaço. Eu aposto! Não passo
A oportunidade de arriscar que há de flutuar
Por esta galáxia um planeta que nem complique
Tanto assim necessidade básica de ser feliz
Para além dessa sobrevivência por um triz
Um planeta que não estrague tudo por nada
E o relógio não marque sempre a hora errada...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

01/01/2017 - 2017

2017 é o ano de Saturno
O senhor do tempo
Tormento e alento
De todos nós,
Seres do relógio.

2017 é de Oxóssi e Oxum
Não poderia haver
Ano mais oportuno
Para caçar sonhos
E se banhar no doce
Das águas de um amor.

Que neste ano um
Início de ciclos e fases,
O canto do galo guardião
Os anéis de Saturno
As flechas de Oxóssi
O dourado-ouro de Oxum
Abram o ano de todos ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

20/10/2015 - A arte do juntar

Coloca mais amor na sua vida
Abrace, beije, deseje, veleje
Mais pelos mares da emoção
Emocione-se a cada partida
A cada encontro, a cada ponto
Sendo afeto, sonho e perdão
Não pense no depois, pois
A vida é o agora, o presente
Invente um jeito de amar
Mais do que já foi capaz
E ponha um grande luar
Pra iluminar sua tocada
Em frente e à frente
Da estrada nunca acabada
Coloca mais amor na sua vida
Estanca toda e qualquer ferida...
continuar a ler


Comentários Comentários (3)

19/06/2015 - A beira-rio

Amanheceu
E faleceu
O luar
Peguei o estradão
Que dava no mar
Do dia
Faltou chão
Sobrou poesia
E o coração em leilão
Foi-se como ribeirão
Avante, distante, amante
Pois amor que é amor
Não fica a beira-rio
A ver navios


Comentar Seja o primeiro a comentar

A boca da mulher amada

Que o tempo se confunda e se perca na boca da mulher amada.
Que nela seja possível encontrar todos os temperos
Dentre eles, aqueles que nos lembram a infância
E aqueles que nos desejam a vida eterna.
Em sua boca deve haver um baralho cigano
E que estas cartas se enganem como as linhas das nossas mãos.
Que na boca dessa mulher haja um quê de incenso
Algo de místico, de esotérico, de feitiço
Algo que não seja possível explicar racionalmente
Como aquele sabor que não se sabe, apenas se gosta....
continuar a ler


Comentários Comentários (6)

A busca do sentido da vida

Caminho
Sem querer parar
Sem querer chegar.
Levo saudade
Um pouco da esperança
Que achei pelos anos.
Sigo sozinho
Prossigo em frases
Que me pedem para ficar
Que me dão forças para continuar.
Paisagens tantas nas cenas
De um cotidiano que se disfarça
Mas continua
E se insinua
Mais e mais em meus atos.
Paro poucas vezes
Para descansar
E cansado
O corpo se alimenta de ilusões.
Confesso:...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

A cada dia

É difícil pensar
Que amanhã quando acordar
Ainda vai haver uma estrela
Incandescente
De olhos teus
A me dizer o frio
No vazio de um adeus.


Comentar Seja o primeiro a comentar

      1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima