Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 67 textos. Exibindo página 5 de 7.

Lonas de cetim

Está tudo estranho em mim
Tudo alvoroçado
Tudo ligado
Como se eu fosse
Um circo iluminado
Em risos dos palhaços
Em contornos dos contorcionistas
Em pés das bailarinas
Em vôos do trapezista.
Está tudo estranho em mim
É algo de novo
E o novo é sempre velho
E o velho é sempre o já dito
E eu tenho tanto a dizer
Que já não caibo nessas lonas de mim
E tudo me consome
E tudo é tão infinito
Na ribalta da ilusão....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Longe

Inicio hoje a minha fase minguante
Devorado pela saudade
Que faminta
Consome meu corpo e minha alma
Com seus dentes afiados
E pontiagudos
Eu sangro
Feito uma lua despedaçada
Neste céu escuro
À procura de uma estrela
Que longe se vai
E tão perto se esvai
Ah! Hoje eu minguo
E mirro
E ainda assim em torno maior
Maior em sofrimento
Maior em dor
Maior em minha fase pior
De lamúria e de tontura...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Longe de casa

Longe de casa
Há uma procissão de vaga-lumes
Que soluçam no escuro
Há um luar
Que, de loucura, se tortura e se morde
E come seus próprios pedaços
Há um rato
Que, em nome de um amor proibido,
Deixa-se nas garras de um gato
Bandido.

Longe da casa
Há um louco e uma santa
Que se amam
Entre terços e línguas
Há uma menina
Que apanha e mata
Há um disco
Que roda ao contrário
Na ponta de uma agulha de tricot....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Loopings

Quero jogar damas no xadrez
Do seu vestido
Quero escalar os seus saltos
Mais íngremes
E escorregar em seu decote
Matemático
Quero dar voltas e voltas
Nas voltas do seu canto
Quero dormir nas sombras
Rosadas dos seus olhos
Quero me banhar no perfume
Extraído dos seus anjos
Quero me cegar no seu rímel
Quero me borrar na sua boca
Quero me acertar no seu relógio
Quero fazer loopings e mais loopings...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

30/11/2015 - Loucomove

Tudo se loucomove
Dentro e fora de mim

Eu sou parte
Da arte do movimento

As emoções estão vivas
E pulsam da Terra a Marte

Tudo vibra
No ser-sentimento

Dentro e fora de mim
Tudo se loucomove


Comentar Seja o primeiro a comentar

Loucos

Somos todos loucos
Loucos todos somos
Poucos os loucos
Que de loucos são poucos

Loucos do dia
Dia de todo louco
Todo de loucura
Loucos de tortura

Loucos de vida
Vida tão pouca
Vivos de esperança
Loucos de criança

Loucos eis que somos
Espelhos quebrados
Passados rasgados
Cromossomos loucos

Loucos do amor
Jardim de poucas
Alegrias em flor
Amor dos poucos
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Loucura

Vou partir, sem esperança
Quero ser somente lembrança
Meu amor acabou
A chama cessou
E o dia, meu amor,
Já raiou.

Não, não me diga adeus
Pois se olhar nos olhos teus
Verei a desilusão
O final de uma paixão
E meu nome cristão
Não é de compaixão.

Digo adeus apenas ao sol
Ao seu falso arrebol
Pois amada, minha nova morada
É o breu da noite
É o intenso açoite.

Deixo em tua companhia...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

29/06/2010 - Louvação ao futuro

Desde muito cedo, sem saber porquê,
Eu sonho com o dia em que
A fome há de morrer de fome
Os dias melhores hão de ter nome
E a esperança há de correr pelas artérias
Dessas crianças nascidas na miséria,
Eu sonho com esse país
Sendo dividido igualmente
Socialmente democraticamente
Aos seus filhos
Como estribilhos
De uma canção feliz...

Que ninguém mais durma na rua
Que ninguém mais suma no frio
Que “Brasil” ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Lua do japão

Chama
Me chama
Que a chama
É de verdade,
O sol
Feito um imperador
Está abraçando
Toda a cidade
Com seu calor
E queimando
Chorando
Apagando
A chama
Da lua de parafina
Só porque ela
Não é mais uma messalina
A se deitar em sua cama.

Ah! Lua do Japão
Chama
Me chama
Que a chama
Da sua escuridão
Ainda demora
A nascer,
Resista
Como um buquê de ilusão...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

29/02/2016 - Lua dos nossos lençóis

Lua que se expande sobre nós
Manchando os nossos lençóis
Lua mensageira, lua violeira
Lua que nos fisga com anzóis
De encantaria, versa lua poesia
Lua dos terreiros e dos quintais
Lua dos coretos e das marés
Lua dos solteiros e dos casais
Lua de feitiço, da reza e da fé
Lua das matas, das cachoeiras
Lua que corre pelos rios, riachos
Ladeiras, ribeirões, igarapés
Lua de Iara, Iemanjá, Olorum
Lua dos pássaros e dos passos ...
continuar a ler


Comentários Comentários (1)

Primeira   Anterior   3  4  5  6  7   Seguinte   Ultima