Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 224 textos. Exibindo página 5 de 23.

Passos de beija-flor

Anda
Mansa e brisa
Passos de beija-flor.
Ah! Anda
E aterrisa
Com leveza
Na minha taça.
Ah! Anda
E desanda
A tristeza
Por onde passa.

Ah! Beija-flor
Me beija
A flor
Do amanhã
E lateja
Meu querer
Meu bem-querer.

Ah! Beija-flor
Me beija
A flor
De lã
E caminha
E desencaminha
A dor.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Passos de fumaça

A fumaça e o vento
As cinzas
Pelo azul das quedas
Pelo cinza das pedras
A fumaça e a sua boca
Num desenho
Feito em papel marche
A fumaça
Esbranquiçada
Azulada
Acizentada
Enganando os olhos
Embaçando os olhos
Atazanando os olhos
Que brincam pelo caminho
A fumaça e o caminho
O ciúme da nicotina
O cisne feito de fumaça
E a graça
Da mulher que caminha
Por entre labirintos de fumaça.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Passos de pulsação

Quando ela entrar em casa
Escutar-se-á a sutileza de seus passos
Movendo rompendo absorvendo
Portas que enclausuram histórias
Não! A clausura não fará mais sentido
No entanto, essa nova época
Será sem urros ou maiores alardes
Pois sim, ela virá quieta
Como a pétala que nasce e morre
Sem gritos ou gemidos
Mas não será preciso estardalhaços
Quando chegar
Far-se-á sentir a sua presença
Ninguém saberá as horas...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

26/04/2015 - Pátria sentimento

Num beijo rouco
Digo não é pouco
O que está dentro
Desse peito louco:
Pátria sentimento

Sonhos que pulsam
Paixões soluçam
E o quê sentimental
É bem guardado:
Passado imaterial

Meu coração solto
Feito de papel jornal
Amassado, rasgado
Incendiado, letrado:
Prosa e poesia carnal


Comentar Seja o primeiro a comentar

Paz

Uma vontade
De deixar de existir
De conhecer
Outras dimensões
Açoita-me
E pernoita
Em mim.

Quem sabe partir
Para algum espaço
Onde a felicidade
Não seja só uma crença
E ninguém adoeça
Do amor que não me sai
Da cabeça.


Comentar Seja o primeiro a comentar

25/04/2016 - Paz e luz

Amor e perdão
Fé e confiança
Cura e iluminação
Força e esperança
Flor, fruto e semente
Paz e luz hoje e sempre.


Comentários Comentários (1)

24/09/2014 - Pé de arrepio

Choveu
Na beira do rio
Apareceu
Boto, sereia, navio
Nasceu
No leito direito
Um pé de arrepio
Que dobra
Com o vento
Lá pras bandas
Do firmamento
No infinito vazio.


Comentar Seja o primeiro a comentar

Pé de assovio

Quando me matarem
De não mais viver
E me enterrarem
No fundo escurecer
Hei de subverter a ordem
E nascer
Sob a forma
De um pé de assovio
Ao lado de um rio
Sem leme
Só para mor de assoviar
Quando passar
Menina marilene.


Comentar Seja o primeiro a comentar

16/08/2016 - Pé de manacá

Lá em casa
Lá em casa
Tem um pé de manacá
Quem é que nunca
Quem é que nunca
Foi pra lá
Debaixo dele se beijar
Debaixo dele se cheirar
Debaixo dele se pegar

Lá em casa
Lá em casa
Tem um pé de manacá
Quem é que nunca
Quem é que nunca
Foi para lá
Debaixo dele se pintar
Debaixo dele se casar
Debaixo dele se florar.


Comentários Comentários (1)

Pé de vento

Deu pé de vento
Lá na curva do estradão
Deitou capim
Espalhou algodão
Quebrou o alecrim
Da vizinha
Derrubou uvaia
No chão
Levantou a saia
Da arvorezinha
Envergonhada
E nessa confusão
A rosa de carmim
Sumiu
Pela madrugada

Nem a passarada
Viu
Se ela cedeu ao primeiro arrepio
E partiu apaixonada pelo jasmim
Ou se foi transformada em chá
Ou se foi assentada num jardim...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   3  4  5  6  7   Seguinte   Ultima