Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 97 textos. Exibindo página 9 de 10.

09/10/2016 - Quero e quero agora

Eu quero rasgar o coração. Eu quero pedir e ter perdão. Eu quero jogar tudo para fora. Eu quero ir além do que já fui, do que sou, do que espero. Eu quero o amanhã e ontem no agora. Eu quero acabar com toda descrença. Eu quero pintar e bordar com a solidão. Eu quero saber quem é que ainda me diz não? Eu quero que o amor vença. Eu quero a presença de tudo o que me faz contente. Eu quero a certeza de que viver vale à pena. Eu quero sentimento que me empurra para frente. Eu quero amor de capoeira. Eu quero amor com eira e beira. Eu quero me despedaçar. Eu quero me entregar. Eu quero emoção para a vida inteira. Eu quero entrega sem direito a rasteira. Eu quero viver tudo de novo. Eu quero caminho aberto, sem estorvo. Eu quero quem amo ao meu lado. Eu quero ficar perto de mim. Eu quero não deixar nada guardado. Que quero lançar todas as sementes no jardim. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

18/02/2012 - Quero mais! Mais!

Como Tim, quero mais grave! Mais agudo! Mais eco! Mais retorno! Mais tudo! Como João Gilberto, quero mais silêncio! Mais barquinhos! Mais hó-bá-lá-lá-lá! Como Tom, quero mais chuva chovendo na roseira! Mais águas de março! Mais amor sem adeus! Como Vinicius, quero mais meninas de bicicleta! Mais cores de abril! Mais sonetos de fidelidade! Como Noel, quero mais conversas de botequim! Mais últimos desejos! Mais feitiços da vila!

Como Cartola, quero mais rosas falando! Mais alvoradas! Como Paulinho da Viola, quero mais dessa coisa de brigar menos com o tempo! Mais bebadosamba e mais bebadachama! Como Lupicínio, quero mais nervos de aço! Como Caetano, quero mais luas de são jorge! Mais de noite na cama! Mais alegria, alegria! Como Ataulfo, quero mais dos meus tempos de criança!...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

06/09/2011 - Quero mudar

Quero mudar. Mudar de ares, de pecados, de existência. Mudar de estilo. Mudar de endereço. Mudar de expressão. Mudar de telefone. Mudar de identidade. Mudar de carro. Mudar de rota. Mudar de estrada. Mudar de disputa. Mudar de tempo. Mudar de deus. Mudar de tempero. Mudar de rosto. Mudar de espelho. Mudar de tom. Mudar de roupa. Mudar de geometria. Mudar de perfume. Mudar de perguntas e respostas.

Quero mudar de destino, de bebida, de email, de fotografia. Mudar de herói. Mudar de sorriso. Mudar de sotaque. Mudar de terra. Mudar de dimensão. Mudar de estrela. Mudar de visão. Mudar de opinião. Mudar de autor. Mudar de canção. Mudar de número da sorte. Mudar de verso. Mudar de arquitetura. Mudar de eixo. Mudar de conjuntura. Mudar de cenário. Mudar de nota. Mudar de rotação. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

06/12/2014 - Quero o meu interior

Quero acordar no campo ouvindo o som da mata verde invadindo o quarto. Quero o vento levando folhas para a minha cama. Quero a passarada fazendo poleiro da minha janela. Quero um buque de rosas ao alcance da vista caso alguma noiva apareça querendo dividir minha preguiça. Quero o segredo do mato no meu copo no meu prato. Quero o inferno verde como meu paraíso. Quero me lambuzar de água de mina, fruta madura e beijo roceiro. Quero meus pés tocando o solo como se fossem pés de manga, de guiné, de onze horas, de macaúba, de graviola... Quero dormir num travesseiro recheado de paina de paineira. Quero ver dia após dia a paisagem mudando de cor, de cheiro, de tempero... Quero viver no interior do meu interior...


Comentar Seja o primeiro a comentar

22/03/2015 - Quero o tempo de ter tempo

Quero o tempo de ter tempo para observar para que lado o vento sopra. Quero o tempo de ter tempo para acompanhar a flor virando fruto. Quero o tempo de ter tempo para esperar a fruta madurar e não precisar comê-la de vez. Quero o tempo de ter tempo para desvendar os mistérios da lua que do alto de seu altar nos diz tanto. Quero o tempo de ter tempo o intuito de colher os sinais do tempo para saber se vai chover ou se vai estiar. Quero o tempo de ter tempo para aprender com a chuva que cai sem pedir nada em troca. Quero o tempo de ter tempo para saber qual hora do dia o rio dá peixe. Quero o tempo de ter tempo para pensar em quem amo, unindo ação ao sentimento. Quero o tempo de ter tempo para colocar no papel tudo o que meu coração me dita, linha por linha, verso a verso. Quero o tempo de ter tempo de apurar o doce alcançando o ponto ideal. Quero o tempo de ter tempo para provar novos sabores, para cheirar novos perfumes, para olhar novas cores, para ouvir nossos sons... que estão por aí e passam despercebidos em minha correria. Quero o tempo de ter tempo para engolir cada despedida, aceitar e aprender com cada adeus. Quero o tempo de ter tempo para me encantar, pois preciso viver encantado, caso contrário tendo a murchar. Quero o tempo de ter tempo para navegar com fé numa total entrega em águas profundas, sejam elas passadas ou vindouras. Quero o tempo de ter tempo de alimentar meus sonhos, muitos necessitando de receberem o seu comer na boca. Quero o tempo de ter tempo de viver cada dia de uma vez, intensamente, sem me preocupar com as promessas do futuro ou com as dívidas do passado. Quero o tempo de ter tempo para não ser injusto com nada ou ninguém que pede um pouco ou muito de mim. Quero o tempo de ter tempo para não só falar, mas fazer valer cada eu te amo declarado por minha língua, por meus olhos ou por minhas mãos. Quero o tempo de ter tempo para gestações completas de belos e verdadeiros amores. Quero o tempo de ter tempo para me dedicar aos livros e aos discos que me esperam. Quero o tempo de ter tempo para fazer da vida um tremendo e merecido espetáculo. Quero o tempo de ter tempo para realizar cada palavra dita ou escrita por mim. Quero o tempo de ter tempo para aprender tudo o que eu preciso para não carregar arrependimento algum, seja aprender a dançar, a tocar piano, a fazer uma nova receita, para saltar de asa delta, para conhecer outros mares... Quero o tempo de ter tempo para agradecer tudo o que até então conquistei e também o que não obtive, entendendo as razões desses não acontecimentos. Quero o tempo de ter tempo para ser melhor do que sou hoje e oferecer essas melhorias ao tempo que me esculpe como estátua viva que sou.


Comentar Seja o primeiro a comentar

06/03/2012 - Quero perder

Cansei de ganhar, agora quero perder. Quero perder a cabeça por entre as estrelas, perder o rumo na trilha da mulher amada, perder a noção do tempo jogando fora todo e qualquer relógio. Quero perder o passo num intervalo de tango, perder o tom imitando pássaros, perder a lógica num número irracional. Quero perder a fala numa boca recheada de silêncio, perder o horizonte ao abrir as asas, perder a consciência ao me entregar ao sonho.

Quero perder peso para caminhar flutuando em direção à lua rapunzel, perder o destino nas malhas das parcas, perder o riso na explosão do pranto. Quero perder a saudade a cada reencontro, perder a oportunidade de voltar atrás, perder a imagem que é um fardo para a memória. Quero perder o medo de não ter medo, perder a combinação dos segredos públicos e privados que carrego comigo, perder a crença no possível para crer apenas no impossível. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

20/02/2013 - Quero ser nada

Quero ser nada, como o vento da volta que sopra de mãos vazias depois de espalhar sementes e notícias pelos trópicos. Quero ser nada, feito folha que cai sem vontade de ficar presa a lugar algum. Quero ser nada, a exemplo da lua nova que submerge sem cor pela escuridão. Quero ser nada, feito agenda de preguiçoso. Quero ser nada, no melhor estilo de uma prece sem fé. Quero ser nada, seguindo por aí feito boca de quem não come há dias. Quero ser nada, como teoria que não leva a lugar algum.
...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

03/05/2008 - Quero uma cama no meio do nada

Quero uma cama no meio do nada. E que esse nada tenha, ao menos, algumas palmeiras para ofuscar o sol. Que o silêncio deste nada cante o som de um riacho correndo ao fundo e, vez ou outra, de alguns grilos por ente a terra molhada. Ah! É essencial que a terra esteja recém-umedecida por uma chuva lenta. E que haja um pouco de mato florido para perfumar isso tudo. E se não for pedir demais, quero um canário e um cavalo. Esses serão meus únicos dois luxos. Enquanto o canário estrala forte, o cavalo galopa manso na imensidão. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

21/06/2008 - Quero uma cela

Falta o quê? Eis o espanto quando passo os olhos pelo noticiário e vejo que as autoridades da CPI do Sistema Carcerário estão indignadas porque faltam 180 mil vagas em presídios brasileiros. Pobres coitados presos. Seria necessária essa enxurrada de vagas para que eles não fiquem tão apertados. Enquanto o Congresso Nacional se preocupa em dar mais conforto aos presos, outros milhares de brasileiros inocentes não têm onde morar. Por mais absurdo que pareça, a lógica por aqui parece ser a de beneficiar os ladrões, os seqüestradores, os assassinos, os corruptos. O problema não é a lotação do sistema carcerário, mas o que o leva a estar nessas condições, ou seja, a cultura do beneficiamento de quem anda fora da lei. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

28/05/2013 - Quero ver Zé Ramalho em você e vice-versa

Quero ver A Dança das Borboletas pelo seu corpo. Quero ver você se entregando Pelo Vinho e Pelo Pão. Quero ver A Noite Branca nos seus cabelos que são A Noite Preta. Quero ver A Terceira Lâmina cortando as nossas maldições. Quero ver você como A Única Coisa Que Eu Quero. Quero ver Pedras Que Cantam ao longo de suas pedrarias. Quero ver Amar Quem Eu Já Amei como eu amo você. Quero ver você, mais do que nunca, Visionária. Quero ver você se fartar do Banquete dos Signos. Quero ver os Cavalos do Cão enfeitiçados por você. Quero ver você se desenhando ao longo do Chão de Giz. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   6  7  8  9  10   Seguinte   Ultima