Daniel Campos

Ou exibir apenas títulos iniciados por:

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  todos

Ordernar por: mais novos   título

Encontrados 200 textos. Exibindo página 3 de 20.

18/12/2013 - Mais e mais

Desesperadamente, queremos mais. Mais de fadas e cavaleiros. Mais, ainda mais encantamento e encantarias. Mais e mais encontros com o que sonhamos para nós. Mais, queremos mais estradas cruzadas, conquistas compartilhadas, mãos dadas. Queremos mais, mais, muito mais corações no mesmo ritmo. Mais bailarinas pelos palcos da nossa cabeça. Mais estrelas no céu da boca. Mais caçadores de lendas procurando no fundo dos nossos oceanos particulares a fonte da juventude. Mais e mais. Queremos mais. Viver mais, abraçar mais, sorrir mais, cantar mais, beijar mais... Queremos mais e mais porque não nos contentamos com pouco ou com muito. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

31/07/2016 - Mais e mais você

Tenho sofrido. Tenho resistido. Tenho querido mais e mais você. Tenho aprendido. Tenho grunhido. Tenho lido mais e mais você. Tenho perdido. Tenho vencido. Tenho vivido mais e mais você. Tenho assistido. Tenho insistido. Tenho percorrido mais e mais você. Tenho corrido. Tenho envolvido. Tenho ouvido mais e mais você. Tenho provido. Tenho promovido. Tenho absolvido mais e mais você. Tenho comovido. Tenho movido. Tenho absorvido mais e mais você. Tenho invadido. Tenho preferido. Tenho trazido mais e mais você. Tenho mexido. Tenho acrescido. Tenho abduzido mais e mais você. Tenho definido. Tenho refletido. Tenho podido mais e mais você. Tenho resolvido. Tenho cabido. Tenho seguido mais e mais você. Tenho servido. Tenho requerido. Tenho doído mais e mais você. Tenho tolhido. Tenho percebido. Tenho sentido mais e mais você. Tenho colhido. Tenho retido. Tenho conhecido mais e mais você. Tenho entendido. Tenho compreendido. Tenho cupido mais e mais você. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

13/05/2011 - Mais e menos

Porque tudo é mais, mais amor, mais carinho, mais cor, somos menos sozinhos. Porque tudo é mais, mais claro, mais enfático, mais raro, o dia corre menos dramático. Porque tudo é mais, mais fantasia, mais prazer, mais poesia, há menos e menos sofrer. Porque tudo é mais, mais delícia, mais presteza, mais carícia, floresce menos tristeza. Porque tudo é mais, mais coração, mais tentação, mais ilusão, existe menos muito menos aflição. Porque tudo é mais, mais esperança, mais expectativa, mais criança, estamos menos à deriva. Porque tudo é mais e menos, mais ou menos, mais nem menos. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

03/08/2014 - Mais nada a fazer

Não há mais nada a fazer, não há mais nada a esperar, não há mais nada para lutar, não há mais nada a sofrer, não há mais nada a perder, não há mais nada a declarar, não há mais nada a assumir, não há mais nada a fugir, não há mais nada a dizer, não há mais nada a confessar, não há mais nada a morrer, não há mais nada a sucumbir, não há mais nada pra sorrir, não há mais nada a prometer, não há mais nada a ouvir, não há mais nada pra acontecer, não há mais nada pra pedir, não há mais nada pra perdoar, não há mais nada a futurar. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

01/06/2010 - Mais polêmica em torno do amor

Vira e mexe uma pesquisa diz que o amor engorda ou emagrece. E eu sempre digo aos caros pesquisadores: o amor não se pesquisa, vive-se um amor. É preciso pesquisar o motivo pelo qual se continua votando em corruptos e a civilidade se tornou um artigo de luxo nos dias atuais. Há tanto a pesquisar antes de se importunar o amor. Amar sobe o colesterol, o diabetes ou promove um profundo bem-estar ao corpo e à mente dos apaixonados.

Para um amor dar certo - nascer e transcorrer sem traumas e lesões – é necessário amar sem pensar em conseqüências. Se for começar um relacionamento pensando que ele lhe trará sobrepeso ou anorexia é melhor abortar seus planos relacionados ao coração. Amar consiste em não se ligar em detalhes, regras, limites e outras coisas mais que só servem para emperrar o romantismo. Pesquisas desse tipo são como bulas de remédio, se as seguir cegamente ninguém se trataria das mazelas físicas e sentimentais....
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

31/05/2016 - Mais que promessas

Te prometo cada gota de amor que nasce do meu veio. Te prometo todo cuidado e zelo. Te prometo não a paz, mas o movimento. Te prometo noites perfumadas e manhãs com café na cama. Te prometo ora horas de puro êxtase e ora horas de acalanto em meus braços. Te prometo dar a minha seiva pelo teu sangue. Te prometo colocar quantas flores em sua estrada eu puder, mesmo que eu tenha que fazer três, seis, nove primaveras por ano. Te prometo ser o faroleiro da sua embarcação. Te prometo embalar o teu sono e fazê-la minha sem ser seu dono. Te prometo voos e colos inesquecíveis. Te prometo ondas de luz e paz. Te prometo levá-la cada vez mais para perto das estrelas. Te prometo sentimento de verdade. Te prometo abraços de urso, beijos de beija-flor e carícias de leão. Te prometo me jogar no teu oceano, mergulhando fundo no teu mundo e trazendo à tona cada um dos seus desejos. Te prometo surpreendê-la de paixão, num romance sem tédio ou obviedades. Te prometo intensidade, cumplicidade e vontade de você. Te prometo amar os seus como os meus. Te prometo e te cumpro porque promessa deixa de ser promessa quando se promete junto, e tudo o que aqui prometo é prometido em conjunto com você, causa e consequência de todas as minhas promessas. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

26/06/2016 - Mais que um conto de fadas

Era uma vez, no Reino Capital, por entre as árvores tortas, coloridas e resistentes, cachoeiras e palácios feitos de curvas, céu azul e estrelado, a história de uma menina-mulher ou uma mulher-menina, como quiserem, chamada Ludy.

Ela trabalhava e sofria humilhações como Cinderela. Ela tinha sede por liberdade como Rapunzel. Ela era desprovida de medo como Chapeuzinho Vermelho. Tinha sono de Bela Adormecida e o encanto de Branca de Neve. E era bela como todas elas juntas.
...
continuar a ler


Comentários Comentários (2)

26/04/2008 - Mais sal na minha salada de mamona, por favor!

Os antigos falavam que chegaria uma época em que se teria dinheiro, mas não o que comer. Pelo visto estamos a cada dia mais perto de cumprir essa profecia. Os preços dos alimentos dispararam. Aqui em Brasília, terra da carestia, eu já pago cinqüenta centavos por um pão francês. E os jornais dizem que o preço vai subir mais e mais e mais... E o absurdo não pára por ai. O quilo do feijão beira os dez reais e o do contrafilé ultrapassa os quinze. E o próximo vilão do nosso bolso já foi definido: será o arroz. Definitivamente, assim como fizeram os dinossauros, nós estamos caminhando para a extinção. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Mais severinos

Joelhos ao chão. Olhos febris buscando algo além do entardecer azulado. Mãos se separando, deixando escorrer a terra vermelha. Não era uma prece pedindo chuva ou uma boa colheita, tampouco um ato de agradecimento. Era apenas um homem, de pele queimada pelo sol e de chapéu de palha, perdido na sua paisagem, despedindo-se da própria vida.

A porteira do sítio que se fechara em sonhos foi obrigada a se abrir ao progresso. Os cães ressoando no terreiro, as galinhas cantando nos ninhos, os gatos dependurados na carreta, a vaca leiteira mugindo ao fundo, o homem velando toda aquela pasmaceira, todos permaneciam incrédulos. As árvores, o arado, a túia, o poço... Tudo daria lugar ao progresso com seus caminhões, seus concretos, suas indústrias, seus aviões, sua desordem, seus homens feitos de máquina. Como aceitar outros braços cuidando daquele lugar, a traição cega, o estupro da terra. ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

02/12/2011 - Mais sobre a mulher amada

A mulher amada foge das premissas mais básicas do mais básico amor. De insípida, de inodora, de incolor essa criatura não tem nada. Em sua boca, notas ácidas, doces, amargas e picantes se misturam e se individualizam e se sobressaem. Embora intensa, a mulher amada é de uma leveza capaz de andar sem tocar o chão. Seus lábios, vermelhos como hibisco, trazem toques de tâmara, gengibre e patchouli.

Pelas entranhas da mulher amada, hortelã, menta, flor de laranjeira, amora. Uma fonte de aromatização capaz de inebriar os mais céticos. Seus olhos contêm flores in natura e pétalas em infusões. Alma cítrica, doce como laranja lima ou suave como limão siciliano. Uma alma a ser bebida sem pressa. Confere sabor, refresco e energia a quem a bebe. E o que dizer de seus cabelos de erva-cidreira, açúcar e mel? ...
continuar a ler


Comentar Seja o primeiro a comentar

Primeira   Anterior   1  2  3  4  5   Seguinte   Ultima